quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Empatia é sintonizar na alma do outro

É impressionante como há pessoas que não conseguem ficar felizes ou mesmo empáticos ao que de bom acontece ao outro. Quando ouvem uma coisa que, de alguma forma, fez bem ao que lhe é próximo. Sentem uma raiva disfarçada e um rancor que escorre por palavras como: enquanto você estava assim, eu estava assim.. bem pior. Ou você faz assim, mas para mim as coisas são assim. 
São pessoas, muitas vezes, inteligentes que são incapazes de dizer: nossa, que bom! Fico feliz por você.
Nunca entendi esse rancor de algumas pessoas, mas tive grandes lições com as com que convivi na minha vida. A principal é a de aprender a ficar feliz com a felicidade do outro. Aprendi que se o outro compartilha algo comigo e traz em suas palavras alguma satisfação, essa satisfação me contamina e fico satisfeito também.
Ficar feliz com as próprias conquistas é muito fácil. Exercício de vida é se abrir para ficar feliz com as conquistas dos outros.
Penso que a estrada de todos nós é longa, mas levo numa boa que, se ainda há muita ladeira para eu subir, essa pelo menos eu já deixei para trás.
Bem para trás.
Feliz 2011! Para todos nós.

6 comentários:

Ana Reis disse...

Olá Marcelo. Muito boa a sua reflexão. Penso que muitas pessoas por vezes ficam frustradas perante a felicidade dos outros porque lhes lembra da sua infelicidade.

Temos a tendência a dividir o mundo entre os sortudos e os desgraçados e é sempre muito mais simples ficar do lado dos desgraçados, porque assim não temos que reconhecer que, na verdade, não estamos a lutar pelo nosso sucesso e felicidade.

Um grande abraço

Jackie Freitas disse...

Olá Marcelo!
Bem, infelizmente encontramos as pessoas que cultivam a inveja e o egoísmo... aquelas que não se contentam com a felicidade alheia e sem medirem os esforços que foram dedicados para que as conquistas se tornem realidade, preferem lamentar as realizações dos outros e virarem as costas para a própria chance de felicidade... O importante é cada um fazer a sua parte, acertando ou errando, mas permitindo-se viver.
Feliz 2011 pra você e sua família!
Grande beijo,
Jackie

Principe Encantado disse...

Marcelo, como é complicado o ser humano, se faz de coitado para viver, tem inveja do sucesso alheio, fica até doente em ver seu semelhante alcançar lugares que ele não tem competência. Mas a vida é assim e infelizmente temos de conviver com esse tipo de pessoa.
Muito bom seu texto, muitos deveria ler e reler com certeza.
Abraços forte

Senhor da Vida disse...

Sou feliz com as conquistas dos outros, acho que realmente todo mundo está aonde a mente, aonde a fé, a coragem o levou, e se por acaso a situação está dificil, vamos elevar nossos pensamentos, vamos mentaliar novos desfechos para nossa vida nesse ano de 2011.Bjs a todos!

Vivian Assis disse...

É verdade mesmo amigo.Algumas pessoas tem sentimentos dentro de si estranhos, inveja, egocentrismo, egoismo,arrogância,soberba, não consigo entender porque tantos sentimentos ruins afloram dentro do ser humano.Sentimentos só traz malefícios.hoje as pessoas estão intolerantes a tudo.Por qualquer coisa tiram a vida do outro.Para que tanto rancor tanto ódio?
Existe espaço para todos brilharesm, mas as pessoas acham que tudo tem que girar em torno de si próprias

Vivian Assis disse...

É verdade mesmo amigo.Algumas pessoas tem sentimentos dentro de si estranhos, inveja, egocentrismo, egoismo,arrogância,soberba, não consigo entender porque tantos sentimentos ruins afloram dentro do ser humano.Sentimentos só traz malefícios.hoje as pessoas estão intolerantes a tudo.Por qualquer coisa tiram a vida do outro.Para que tanto rancor tanto ódio?
Existe espaço para todos brilharesm, mas as pessoas acham que tudo tem que girar em torno de si próprias