terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Daniel e a água

Às vezes, a ingenuidade de um comentário diz tudo que seria politicamente incorreto expressar em mil palavras. Meu filho (quase 3 anos) costuma sentar ao meu lado para ver TV. E fica lá, quietinho, até durante os comerciais. Ele, que gosta muito de água (praia, piscina..), ficava sempre prestando atenção naqueles comerciais que promovem as afiliadas da Globo pelo Brasil. Em um comercial, tocava uma musiquinha regional chatíssima e só mostrava lago, rio, praia de rio, mais lago, mais praia de rio... só isso. Cada vez que aparecia, ele dizia: papai, água... aparecia outra vez um rio e ele repetia. Lá pelas tantas, ele, que já só tinha visto e repetido água para descrever a cena, olha para mim e em tom de pergunta: papai, água? Como quem diz: água de novo, nesse raio de lugar só tem água?
É... Três anos é pouco para explicar para ele que sim. Só tem água.
Ah.. e que dá um prejuízo milionário para a federação manter um estado que arrecada tão menos do que custa.
Mas isso ele vai ter tempo para entender melhor.

É, filho, só tem água..


Postar um comentário