sábado, 1 de novembro de 2008

Frases e frases.. e eu não entendi...

A minha grande implicância com ideologias políticas ou religiosas são as frases. Pois é, elas mesmas. As pessoas assumem uma ideologia ou aceitam uma religião e enchem o mundo de frases tiradas de seus livros doutrinários que, não sabem eles, fora de seu contexto, servem para tudo. Ou para nada, como queiram...

"...concentra na manhã e no fim de tarde"

A partir daí, encontraremos adesivos de carros, camisetas, campanhas que mobilizarão grupos em torno da frase. Se tornará uma palavra de ordem, retrato de toda uma maneira de ver o mundo, hino de uma só oração que será entoado e seguido por milhares de fiéis ideológicos ou religiosos. Pois, nas sagradas palavras, "concentra na manhã e no fim de tarde" é a única saída para aqueles que já estão descrentes de um mundo melhor.

Livros serão escritos, as palavras serão atribuídas a profetas ou a filósofos. A constestação da profética mensagem será vista como um crime contra o universo. Estudos serão feitos sobre o que está na entrelinha disso tudo. Divergências surgirão e os carros circularão com a frase estampada em seus vidros traseiros como um talismã que o qualifica como alguém altamente especial.

Até que eu lhe digo que o som profético dessas palavras foram tirados da VEJA Rio, 22 de outubro, página 43 em uma reportagem com Eduardo Paes, candidato a prefeitura do Rio, que dizia que sua agenda concentra atividades na manhã e no fim de tarde.

Mas as palavras são sagradas, muitos não irão crer que tamanha sabedoria tenha brotado em algo tão banal. Com certeza, o autor desse texto está blefando porque é um cético, descrente, infiel... Essas palavras foram retiradas, com certeza, de algum livro sagrado, encontrado escrito em sânscrito numa tumba de um profeta que acredita-se ser contemporâneo de Moisés.

"...concentra na manhã e no fim de tarde"
E conhecereis a verdade...

(com direito ao verbo flexionado na 2ª pessoa do plural... chique, né?)



28 comentários:

Laila disse...

Muito boa esta frase. Acho que vou fundar uma Igreja do Amanhecer e Entardecer Interfronteiriça da Bispa Laila, vou cobrar um dízimo de 40% dos bens declarados dos fiéis e atribuir a frase ao livro do Sunni.
Além, é claro, da taxa obrigatória pelo uso da frase - que ainda vai se tornar uma "regra de ouro", tenho certeza.
Pequenas igrejas, grandes negócios.

All3X disse...

Se não estou errado, a humanidade sempre girou em cilcos, ora de culto à razão, ora à apreciação da fé. Estamos na pós-modernidade, período que o avanço tecnológico e as novas formas de organização social deixam as pessoas muito confusase desestruturadas. Apegam elas então a valorizar mais o sagrado. Por isso cresce tanto as religiões neopentecostais.
Mas a esperteza de alguns continua, e o uso da fé para manipular outros se estende.
E diga lá, Veja tem muitas frases proféticas...rs, Mainardi que o diga.rs

Ah, Kafka foi mesmo muito bom, e denso, quase me perco, afinal, meu motor é 1.0, sou um pouco lento. Mas o conto me trouxe reflexões, afinal, se podemos servir de ponte a outros, qual seria o uso que nos seria dado? Quem seriam aqueles que nos atravessariam? Aonde levaríamos ou estaríamos interligando?
O conto me deu a sensação de solidão e aceitação da condição de permanecer alí parado à espera de alguém chegar. Mas que quando essa hora chegasse, não conseguiríamos distinguir aqueles que nos atravessam.
Até mais Marcelo, e continue com frases em segunda pessoa, são o máximo, demonstram muita certeza nas palavras...rs
All3X

Andrea Vaz disse...

Pois é, só as frases são importantes.As pessoas esquecem de cumprir o que falam e o que escrevem. Belas palavras são usadas, mas o verdadeiro valor se perde.

Há muita banalidade no nosso mundo.
Precisa falar menos e agir mais!

Aguardo sua visita:

http://rascunhosdeandreavaz.blogspot.com/

Dedinhos Nervosos disse...

Marcelo, é mais fácil repetir frases famosas do que pensar em algo realmente convincente para dizer, eu justificar. Aí as pessoas ainda falam: "Como diria Fulano...". Pq quem vai discutir com Fulano, né? Triste e chato.
Bj.

Ps. Valeu por ter dado uma olhada no meu texto. :o)

Tony Prado disse...

Da memsa forma que as empresas precisam de um slogan para fixar suas marcas na cabeça do consumidor, muitas ideologias se usam do mesmo recurso para que as pessoas acreditem e, mais que isso, propaguem o que é dito para as demais pessoas que, pelo menos tecnicamente, farão o mesmo. É muito comum entre seitas, do tipo Testemunhas de Jeová. Triste, mas é a mais pura verdade. Muito bom texto. E, no mais, estarei esperando o "amanhã e o fim da tarde". Ou não. :P Abração.

Anônimo disse...

Realmente ficar repetindo palavras de ordem como um autômato é uma idiotice. Mas não devemos limitar as ideologias a apenas frases de efeito. É possível ser mais do que isso.

Marcio Sarge disse...

Doí menos repetir o que se ouve que pensar sobre o que é dito.

Anônimo disse...

Muita coisa do que é dita, tanto por Igreja quanto por políticos em épocas de eleições e cismam de ser profetas, não tem o menor sentido.
O pior é que o que você disse é a maior verdade, essas "profecias" servem apenas por caráter econômicos, criar uma campanha infudada que dê lucros a instituição.
Nos transformamos em máquinas de repetição, fitas cassete defeituosas, xerox mal feito. E para dizer que tudo faz sentido, criamos teorias cabulosas que não temos como provar.

Flávia Damato disse...

"Ideologia, eu quero uma pra viver"!

Pena poucos PENSAREM/RACIOCINAREM sobre o "caminho" a seguir (ou repetir). Talvez a preguiça mental (pensar, às vezes, cansa) impessa tantos d refletir sobre o q escutam, ou lêem. É aí q surge a Síndrome do Papagaio, creio eu. Creio? rs

Afinal, é a Síndrome do Papagaio (SP) q gera a falta d pensar, ou é a falta d pensar q gera a SP? Qual será o segredo d... Bom, deu p/ entender. rs

P.S.: Ah! Preciso contar essa: sabia q já "disseram" (soa como fofoca e/ou mentira, mas NÃO É) q eu concordo c/ tudo o q vc diz? rs
Por que será, hein? Será pq vc raciocina, além d pensar? rs
Ou q houve apenas comunhão d opiniões?
Vai sentindo o drama!... Beeeeeem devagar, tá? rsrs

Mas se vc tbm achar q é muita puxação de saco... então... usa sunga! rsrsrs
Entendeu, né? rsrs

Bjs!!!

Desculpe-me se exagero nas brincadeiras, ou se elas lhe parecem sem graça! E mais: se elas acontecem em momento impróprio, ok?

Ms. Molly Bloom disse...

Boa observação.
O povo se concentra e acredita no que outros dizem. Outros que para eles são tudo que há de mais importante e real e que pra pessoas como "nós", are bullshit...

Popoka disse...

Tenho uma frase para tudo isso:

Adorei o texto XD
ahha.. serio ;)Sabe pior que vc disse a verade =/

Jordânia disse...

Adorei! Não só esse post, mas também o que fala dos sete pecados capitais de um blog.

Beijo ;*

Michel Domenech disse...

Jóia a tua teoria e a forma como a demonstrou.
Acredito que as frases perdem um pouco do "poder" fora de um contexto; contudo, certas frases de outrem podem ser usadas em determinados contextos para dar força a uma idéia análoga à que o autor da frse pregava, mas não idêntica; Um abraço.

vitor marques da silva disse...

hehe
ficar repetidindo palavras só um idiota mesmo pra fazer isso

Anônimo disse...

hehe realmente.. as pessoas parecem não se dar conta do q envolve pequenas coisas e estas acabam se tornando grandiosas. Adorei o blog! ah! obrigadapor comenta no meu!
=D

S disse...

kkkkkkkkkkk.
Mas acho q todo mundo gosta dessas coisinhas, eu adoro algumas...
mas nunca tinha visto essa.

quem escreveu em?

.-.

:*

Viviane Righi disse...

EStou um pouco cansada dessas frases de efeito que sempre rolam por aí...frases feitas, coisas repetidas.

Não estou me referindo ao seu post não, viu? Não me entenda mal...

É que as pessoas gostam muito é de aparecer. Construir, fazer a diferença, contribuir mesmo para um futuro mehor, infelizmente é para poucos. De que adiantam frases bonitas porém vazias de atitude?

Grande abraço, Marcelo!

Anônimo disse...

É fácil criticar quem tem suas frases feitas. O difícil é viver sem elas... É de se pensar, há palavras cujo contexto é que dita os seus significados e há outras cujos significados ditam a situação em que deve ser aplicada.

Quando uma palavra extrapola o seu contexto, talvez seja porque ela é muito mais forte que isso. Não é que eu adote filosofias e soluções prontas para tudo, mas reconheço o valor das palavras, mesmo as que não estão no seu contexto original.

Um abraço.

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

O seu texto boi brilhante! Mostrou justamente que uma frase sem contexto é apenas uma frase. As pessoas endeusam uma ou outra frase, mas mal sabem o real contexto desse dito. Claro que há algumas muito bonitas, filosóficas e até de auto-estima ou baseadas em ditados populares. Mas você lemvrou muito bem: tudo precisa de um contexto.

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Marcelo disse...

Não critico quem tem frases feitas. Cada um sabe de si... mas sei dizer que, ao contrário do que você afirma, são 37 anos que vivo sem elas.. muito bem.

Quando as usei foi de forma inconsciente.. consciente não repito frases prontas.

Ah sim, e se as palavras extrapolam o contexto pode ser que também não queriam dizer nada... ou mesmo tudo.

Que no fim das contas.. dá na mesma.

Bjs e valeu pela colocação pensante do comentário..

Marcelo

blog disse...

Mas é sempre assim, não, Marcelo? Expressões podem ser usadas em qualquer contexto. Não sei quem falou - mas acredito que tenha sido Donald Barthelme - que se deve "torturar as palavras que elas confessam!"
É isso.
Tornam-se a doutrina.
Eu, de minha parte, ainda prefiro essa frase adequada a um técnico de futebol que, desesperado, tenta retirar seu time da zona de rebaixamento.
Talvez seja o Vasco.

Marcus "OROCHI" disse...

O melhor de tudo é a foto do maior filósofo da América Latina (D. Ramon Valdez) acompanhando o post! xD

Mas bem, o povo tem que ter alguma pseudo doutrina pra se agarrar, nem que seja pra dizer que "Karl Marx foi o maior anarquista de todos os tempos" (sim, já ouvi essa pérola...).

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo! Sei que vc não é adepto de selos, mas mesmo assim indiquei seu blog para ganhar um selo inédito e elaborado pelo Café com Notícias. Depois passe lá e veja, ok! Mesmo contrariando a sua vontade, resolvi te indicar pq admiro o seu trabalho.


Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Tiago disse...

Frases feitas são o ápice da sabedoria de botequim. Neguinho decora umas 3 frases de efeito e se acha o próximo Arnaldo Jabor. E quando as frases são de cunho político ou religioso, aí é que a coisa fica boa mesmo. Mas eu adoro aquela frase super família do Movimento Brasil (aquele nem um pouco radical): "Halloween é o caralho! Viva a cultura nacional!"

TD disse...

É aquela história:
palavras pequenas, palavras apenas...

E tem gente que se atém a isso.

Abs!

Picolé de Chuchu disse...

Eu sempre achei frases feitas uma coisa perigosa...pois elas podem te deixar sem sabr o que dizer se usá-las sem propósito,sem contexto...eu procuro evitá-las!!!

Gabriela disse...

Oi!
É um prazer vir aki. Desviando um pouco do assunto desse post, colokei seu blog na lista dos blogs que gosto de ler (no meu blog). Espero que não se importe... afinal, coloquei pq seu blog é um dos poucos que leio por prazer quando procuro algo novo e gostoso de ler na net. Também venho aki pra aprender um "bucadim". É bom ler o que vc escreve.

Abraço.

marcela (arlequinal) p. disse...

§

Dentre os escritores brasileiros que já li, talvez, Nelson Rodrigues seja aquele que mais criou frases de efeito: "toda unanimidade é burra", "bonitinha, mas ordinária", por aí vai... mas é especificamente na sua autobiografia que encontrei o exemplo mais nítido de como ele chegava a essas frases, e, de fato, muitas vezes surgiam dos contextos mais banais.

Conta o escritor que, ainda criança, ouviu uma conversa entre sua mãe e o jardineiro, um senhor de nacionalidade portuguesa. Ela pedia a ele que viesse trabalhar no sábado, ao que respondeu: "O sábado é ilusão." Para o Nelson menino, aquela frase reverberou como uma verdade absoluta. Uma frase que recebeu um significado poético, talvez metafísico e que foi vista, pelo menino, muito além do que a pragmática permitiria.

Isso acontece com os poetas, com os artistas que vêm uma dimensão totalmente nova nos usos da língua ou mesmo em algo que ouso chamar "linguagem do universo" (uma folha que cai, um revoar de pombos).

O problema está, justamente, quando essas frases ganham adeptos e seguidores que, por não terem suas próprias idéias as usam de qualquer forma, muitas vezes mutilando a idéia original de modo que o autor (se vivo) cortaria os pulsos ou (estivesse morto) reviraria na tumba.

Acho que esse seu post se casa muito bem com um mais antigo, sobre ditos populares e um outro sobre "tradições". Porque os ditados em geral são a "conclusão" ou a "moral" de uma narrativa que a antecede e, nem sempre, quem os profere tem ciência disso e acaba por reafirmar preconceitos e modos de enxergar o mundo totalmente ultrapassados.

Ah, sei lá... escrevi demais, rs...

PS. provavelmente você já conhece, mas deixo a referência completa: a autobiografia do Nelson Rodrigues é "A menina sem estrela", pela Cia. das Letras. Procurei pra comprar outro dia, mas estava esgotado. =(

§