quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Programas culturais de ameríndios (sendo politicamente correto)...

As maiores furadas culturais que conheço são sarau de poesia e show de dança moderna. O primeiro é o reduto de um monte de cara que está lá para ler seus trabalhos e que, diga-se de passagem, você não leria nunca se alguém não tivesse lido ali para você (confuso, né? Você não viu nada...) Os tímidos lêem com ar de dor e consternação, mas os performático não. Estes gritam e interpretam aquilo que escreveram e que você, que está ali só para prestigiar um amigo seu que tem essas idéias erradas, tem que agüentar. Mas aí você respira e pensa que Crise renal é bem pior...

A dança moderna performática começa. Ah sim... a música é performática também. O visual é escuro (ou claro demais) e as pessoas entram com cara de assustadas. Segundos depois, rolam no chão e se arrastam... (??) Depois se abraçam simbolizando o universo e você só descobre isso muito depois quando lê no jornal. A música persiste... basicamente percussão ou sons digitais. E olhe lá...
Comprei uma máquina de lavar DAKO que, quando tem pouca roupa para lavar, faz um solo de percussão de dar inveja a muita gente do meio.
E você ali... ainda pagou para ver.
Mas o pior é o final, pois sempre chega alguém e te pergunta?
- E aí gostou?

Bom, você pode responder o que pensa e passar por uma besta insensível e até grosseiro ou respirar e dizer:
- Diferente, né?! Bom...

E pensar depois:
Bom... seria se eu tivesse ficado em casa.

Em tempo:
Acho que era um direto constitucional apedrejar o ator que no final da peça vem agradecer e diz: "Se gostou, indique aos amigos, se não gostou, aos inimigos." E sempre tem um desgraçado que ri disso..
***
Acho a expressão programa de índio uma sacanagem com os índios... catamos suas terras, suas riquezas, destruímos sua fauna e flora e ainda saímos dizendo que os caras freqüentam sarau de poesia e show de dança moderna.. Isso não.
Postar um comentário