sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Terceirizando a existência

Pedro Pedreiro Penseiro esperava o trem, esperava a sorte, esperava a morte, esperava o dia de voltar para o Norte. O bem que lhe tocava era obra de Deus, já o mal, obra do diabo. Se perdia um trabalho era coisa feita, se recebia um dinheiro, eram as preces atendidas. Mas se os pedidos não eram atendidos, é porque não era a hora e tudo estava certo, porém em linhas tortas. E seguia os dias com a terceirização definitiva de seu destino.
Morreu numa quarta-feira de cinzas de um ano qualquer.
Sobre a sua lápide, poucas palavras resumiam uma existência.

Aqui jaz Pedro, 70 anos de vida sem nem um comprimido de Lexotan.

11 comentários:

Lidi disse...

Bah, eu estava pensando sobre algo do tipo dia desses. Acreditar em algo maior serve apenas pra depositarmos nossos medos e angústias.
Não acreditar implica em aguentar no "osso do peito" todos os revés que a vida oferece. Vai ver que é por isso que ando assim... meio cansada.
Mas que nada, pelo menos ainda não precisei de lexotan. Isso já é alguma coisa.

Seu blog é ótimo, parabéns!
Abraços

Lilian Devlin disse...

Oi Marcelo, saudade de ler seus escritos! Ando sumida porque não estou lá mto legal, mas aos poucos vou colocando minha cabeça em ordem e agindo ao contrário do "seu Pedro",pois não dá prá esperar que as coisas caiam do céu ou que as pessoas ajam da forma que a gente conhece, tá acostumada e sabe ser a correta,né? Nem que às vezes seja preciso recorrer a 1/4 do Lexotan( 1 comprimido inteiro é demais prá mim!rs)
Abração!

All3X disse...

Eita, tem horas que fica difícil comentar aqui...
Fico sem saber o que dizer!
Acho que sou eu que preciso de uns comprimidos, mas prefiro morrer de overdose do que esperar calado...
Ou como se diria: "Prefiro Toddy ao Tédio".

All3X

Dan Souza disse...

"...sem nem um comprimido de Lexotan."

Isso é muito importante!!!rs
Hoje anda meio dificil seguir a vida sem a ajuda de alguns comprmidos... ;)

Bjoo

Tiago disse...

A história do Seu Pedro parece o meu post do dia 10/08, "Ela virá": alguém que espera a vida acontecer.

Anônimo disse...

Se alguém o tivesse matado, seria absolvido. Não seria assassinato, seria eutanásia.

Antonoly disse...

Um calmante sempre ajuda rsrsrrsrsrrsrs.
Um abraço!

luis bueno disse...

Primeira de muitas vezes que passarei aqui. Pedro Penseiro é uma das músicas mais bonitas de Chico. E tb sou do tempo que um homem de vermelho era só um Papai Noel, não um presidente maluco de um país. Caracas!

Erica disse...

Ótimo texto!

Marcio Sarge disse...

Foda! O Pedro é a personificação de grande parte desse Brasil.
Gente sofrida e angustiada sem fé em si mesmo e sem grana pra remédios da moda.

Apóiam-se em uma fé maior, que é colírio que causa cegueira, já que o que vêem ao redor causa desespero.

Eles terceriarizam a vida ou elas são roubadas deles?

Anônimo disse...

Só não tomou Lexotan porque estava em falta nas farmácias populares do governo federal, então preferiu continuar tomando pinga mesmo...rs.