sábado, 16 de julho de 2011

Quarenta anos.... a vida começa quando mesmo?

A vida começa é quando a gente nasce e termina, por razões óbvias, quando a gente morre. E ponto final. Aos diabos com os aforismos. Fala-se de crise da mulher, menopausa etc, mas e o homem? É barra fazer quarenta anos, um momento em que nossos traseiros ficam muito mais atraentes do que qualquer parte de nosso corpo uma vez que é ali, no bolso de trás, que carregamos a carteira e o documento do carro. 
Saímos da categoria homem de 30 e entramos na categoria tio. Daí, só há um caminho, a categoria Tiozinho ou coroa. Esse mundo era um campo totalmente desconhecido por mim e, como diz o Veríssimo, uma terra habitada somente pelos meus pais, tios e outros cuja convivência me davam uma sensação de “nossa! Como está longe isso para mim”. Pois é, não estava.
Aprendemos que os cabelos brancos ou a falta deles dá um certo ar de credibilidade, embora retire todo tesão que possamos despertar em qualquer criatura do sexo feminino. Aquele papo de que cabelo branco ou calvície é um charme é algo mais ou menos como “adoraria ter um tio legal  com cabelos brancos bem padrão. Igual aos programas de TV”. Sei não.. mas isso não é em nenhum momento elogioso e em nada contribui para minha autoestima de macho da espécie. 
Passamos a agregar definições a nós como super inteiro, super conservado, ou super qualquer coisas que não pareça caindo aos pedaços como era de se esperar de alguém da sua idade. Mais um tirambaço na sua autoestima (se é que você ainda ficou com alguma depois da história dos cabelos e da calvície charmosa).
Mas é isso. Tempo em velocidade avançada. Envelhecer é uma arte. A arte de entender que o tempo passa para todo mundo e que a única maneira de interromper esse processo é morrendo. Opção que, por hora, descarto. Não, muito obrigado.
E, antes que a mocinha que está me lendo me pergunte, eu respondo:
- Não. Provavelmente, eu nunca trabalhei com o seu pai ou mãe e não, eu não sou parecido com aquele tio seu que você não vê há anos. É impressão sua.


7 comentários:

disse...

bem amigo agora que entraste para a casa dos "ENTA"(quarENTA, cinquENTA....rsrsrs) ficará nela por muuuito tempo, não se abale posso dizer pois tenho 47 que é a melhor idade viu, viva aprnas e seja feliz e aproveita a fase dos "ENTA" ela é ótimaaaaaa...parabéns
bj

H.Schiavo disse...

Meu AMIGO eu ja passei do 4º 'enta" estou com exoectativa de conseguir chegar ao 5º - A experiencia vale a apena qunado se usou o tempo passado e se usar o que resta para crescimento intelectual ,espiritual; Pois para quem é espiritualista,é tudo que levaremos quanto chegar o momento da partida.

Danny Risadinha disse...

Bom Dia

Bom eu na verdade , não estou aberta a nem uma tipo de relacionamentos , mas eu sempre quis ter um Homem de 40 anos ou mais de cabelos brancos ao meu lado , mas nunca foi possível , mas tudo bem , mas eu digo você esta na Idade mas certa e cabelos brancos para mim e muito Charme ...

Ah1 tem gosto para tudo né ...

Abraços Carinhosos ...

Ebrael Shaddai disse...

Só pra avisar: me disseram certa vez que a idade do -ENTA inclui a fase do AGU-ENTA, digestÃo l-ENTA, de suportar a sogra marr-ENTA. Espero que chegue tarde a minha fase do inv-ENTA, t-ENTA e enfr-ENTA!!

Luisa L. disse...

rsrsrsrs
Marcelo, mantém-te aí super bem disposto, finge que não reparas nos olhares maldosos, invejosos e sarcásticos, dos da tua idade (sim, esses palermas pensam sempre que têm um aspecto melhor que o nosso) e afasta-te dos teen (eles são super cruéis). Usando esta táctica eu já cheguei aos 48... viva! rsrsrsrs
Abração!

Nanda Botelho disse...

Como ainda achamos a juventude mais interessante e bonita além de nos iludirmos nesta fase achando que não vamos morrer... Envelhecer é algo que assusta.

A vantagem do envelhecimento é a sabedoria e desapego, coisas que ainda não valorizamos. Quem sabe um dia, já estamos achando que viveremos 1000 anos, então esse negócio de ficar velho vai ser ultrapassado.

Abraços!

Anônimo disse...

Caro amigo,
Como não tem jeito de voltar atrás, o melhor mesmo é aceitar e conscientizar de que todos ficaremos velhos.Não adianta tapar o sol com a peneira, nem a careca com aqueles fiozionhos soltos.Portanto, é hora de começar a se cuidar para, no mínimo, ficar um coroa saudável e tesudo.Boa sorte!