terça-feira, 22 de setembro de 2015

Lógica do pum... transferindo direitos autorais

Eu voltava dirigindo outro dia escola de meus filhos, dois meninos muito ágeis em pensamento e resposta. O mais velho falava com o mais novo que um colega havia peidado uma vez na escola e passou a receber fama de peidorreiro e que, sendo o menino gordinho, gordinhos eram muito peidorreiros por natureza. No que eu intervim e retruquei:
- Pô, Daniel, todo mundo peida e você ficam pegando no pé do cara por isso.
- Não. Quem pega no pé são os outros. Eu não falo nada.
Continuei...
- E você também peida. Como é que você faz quando dá vontade?
E ele respondeu:
- Faço como todos meus colegas de sala, vou para perto do colega que tem fama de peidoreiro e peido.
- Poxa, Daniel. Você peida perto do cara que tem fama para botar a culpa nele.
- Não, pai. Eu só peido. Não falo nada. Não boto culpe em ninguém... Quem bota a culpa são os outros.

Eis o que se chama em direito autoral de transferência (total) de direitos do autor. Ainda que o transferido não faça a menor questão desse direito.
Postar um comentário