quarta-feira, 12 de setembro de 2012

A foto, o photoshop e a funkeira


Outro dia, eu assistia na TV a um programa de entevista em que o Danilo Gentili recebia uma moça que canta funk chamada Valeska Popuzada e, lá pelas tantas, ele tocou numa questão delicada, uma foto no carnaval em que ela aparecia no carro alegórico de uma escola de samba com um bumbum bem deformado. Ela ficou sem graça e disse que aquilo era sacanagem, não era aquilo, mas acabou admitindo que nunca negou que tivesse celulite... enfim, admitiu que é normal.
Mas ao que as pessoas não atentaram é para um fato interessante sobre fotografia. Primeiro, uma bunda daquele tamanho, se não tivesse uma celulite, seria feita de louça e, ao que parece, não é de louça ou já teria quebrado. Outra coisa, e mais importante ainda, ela estava sambando numa trepidação intensa do bumbum. As fotos parecem não ter sido tiradas de longe e nem foram  tiradas com câmeras dessas que se compra no balcão de lojas de eletrodoméstico.
Em ambientes de luz irregular como é o caso das fotos comentadas, o fotógrafo usa fortes flashes que obrigam que o obturador (o buraquinho por onde entra a luz na câmera) abra com muita velocidade. Bingo! Quando o obturador abre e fecha com grande velocidade, por exemplo, ele capta o movimento em uma micro fração de tempo. Para se ter uma ideia, se fotografarmos uma pessoa falando nessas condições, o cara fica com jeito de maluco, boca meio aberta, olhos fechados.. enfim, horroroso. Se o fotógrafo deixar sem o flash, o obturador automaticamente ficará aberto por mais tempo para captar luz e, com uma pessoa se mexendo na frente, vai gerar uma foto borrada.
O que aconteceu ali foi isso uma foto batida de mais próximo, com maior velocidade, pegou o micro momento em que o bumbum e suas naturais celulites estavam subindo e descendo. Daí, aquela imagem esquisita. Quando comentei com minha esposa que havia escrito um texto explicando isso, ela logo atirou: - ê.. você defendendo a bunda da mulher!
Não. De modo algum, só estou explicando um detalhe que para a maioria das pessoas passa completamente despercebido... pois é... apaixonados por fotografia percebem fotos além das bundas.

Postar um comentário