segunda-feira, 19 de agosto de 2013

"Trocando de biquini sem parar" e outras coisas mal ouvidas

Reconheço que, como minha esposa diz, não ouço bem as coisas e acabo entendendo tudo errado. Mas me limito a entender errado e não repetir, pelo menos, não muito. Por outro lado, conheço gente que entende errado, enche a boca e sai repetindo ad nauseam. Até porque não sabe que está errado até que tirem um sarro da cara dele(a). No campo da música, a coisa assume proporções impressionantes e basta um pouquinho de atenção para ver gente cantando “do que a terra, margarida, teus risonhos, lindos campos têm mais flores...”. Tudo bem, vá lá.. Ninguém usa a palavra garrida.. ainda mais "MAIS GARRIDA"... Agora, a palavra margarida tem um uso bem difundido, desde a namorada do Donald até a florzinha. Mas o que me diverte foi o que já ouvi e vi... Cantem comigo e se quiser veja o link para a música certa.

"Se alembra" dessa paixão, faz sorrir ou faz chorar.. (A lenda, cantada pela Sandy e Júnior)
Se o quê??? Ah.. eu “me alembro” sim..

Um novo tempo, “apesar dos amigos” (Novo tempo, Ivan Lins)
Pô.. esse cara tá mal de amigos, hein.

Na madrugada, vitrola rolando um blues. "Trocando de biquini" sem parar.. (Noite do Prazer, Claudio Zoli)
Tá legal... Pra que ficar trocando de biquini sem parar? De madrugada?

"Corri pela ilha", descansa meus olhos... (Sonífera ilha, Titãs)
Correu por onde?

Vai no cabeleireiro/ "No eletricista."/ Malha o dia inteiro. /Vida de artista (Burguesinha, Seu Jorge)
No eletricista... ah sim.

Mas é você que é "mal passado" e que não vê que o novo sempre vem... (Como nossos pais, Belchior)
Então é um bife.

Mais fácil "apedrejar pôneis em Bali" (Se, Djavan)
É. Apededrejar pôneis em Balli não é fácil não..tá rindo de quê?

Vital e sua moto, mais que "um leão" feliz (Vital e sua moto, Paralamas)
Sim. Um leão, mas um leão feliz. olha só que bonito.

Um filme e "atolar num patê" (Tão seu, Skank
Atolar num patê é quase erótico, né não?

Amanhã, às duas horas, "na Finlândia" (Faroeste Caboclo, Legião Urbana)
Esse foi longe... 

3 comentários:

Blog do Franklin disse...

kkkkkkkkkkkkkkk...

Fantástico !!! Eu mesmo já cheguei a cometer algumas gafes dessas.

Existe uma musica chamada " Sobre o tempo " em que um trecho diz ... como um zune um novo sedã... que eu cantei a vida toda assim : "Como um sonho novo , solidão " , e não me pergunte o motivo. Eu juro que eu entendia assim.

Tem uma outra do Lulu Santos que meus amigos chegam e me deixar constrangido até hoje quando alguém lembra dessa história.
A música é S.O.S solidão e eu cantava a plenos pulmões assim : LESTE / OESTE solidão.

Teve gente que até salvou a música com esse nome só pra me lembrar o quanto eu fui estúpido.

Muito bom o post , Marcelo ! Curti de verdade. Parabéns =D

Jacqueline Barros disse...

Excelente!!! Acho que estou entre aqueles que, muitas vezes, vacilaram na "cantada"...

Luciana Amorim disse...

kkkkkkkkkkk
Já ouvi uma pessoa cantar a música do Araketu "Mal Acostumado" trocando por "Paulo Augusto Mario". Ou seja, a pessoa cantava:
"Paulo Augusto Mario,
Você me deixou,
Paulo Augusto Mario,..."