sábado, 26 de janeiro de 2008

Parece piada, mas não é. (OGLOBO - 26/01)

Corte austríaca conclui que macaco não é gente

Por ser macaco, Matthew Hiasl Pan não pode receber donativos. Ele corre o risco de ser mandado embora do país.

A Suprema Corte da Áustria bateu o martelo na última terça-feira (15): chimpanzé não pode ser considerado gente. A Association Against Animal Factories, grupo sediado em Viena que luta pelos direitos dos animais, tentou fazer com que um macaco fosse considerado uma pessoa. Nome de gente, pelo menos, ele tem: Matthew Hiasl Pan. O nome humano também já foi motivo de briga com a Justiça, em setembro de 2007, em outro round dessa briga. O objetivo do grupo era ser nomeado tutor de Matthew e, assim, ganhar sua guarda. A Suprema Corte rejeitou o pedido.
***

E eles tiveram que fazer várias sessões na suprema corte da Austria para chegar a brilhante e supreendente conclusão: macaco não é gente.

Estou passado.... a partir disso, não duvido mais de nada.

Estão na corte de Viena os seguintes tópicos:
Minhoca não é mamífero;
Pardal não um aracnídeo...
Postar um comentário