segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Dias letivos... estupidez letiva.

Tia Pollyana cumpre os 200 dias letivos estipulados pela lei. Isso faz com que os alunos tenham um ensino melhor. Para isso, ela tem em suas escolas sábados letivos aos montes. Lembrem-se que um aluno de uma escola de primeiro mundo cursa em média 8 horas/dia. Na escola da tia Pollyana, são 4 horas/dia. Dessa forma, um aluno da escola da Tia Pollyana tem em um ano o equivalente a meio ano de uma escola que realmente influi na formação do aluno. Dos 100 dias reais da escola, os alunos não têm opção de atividades culturais ou esportivas, pois a escola não dispõe de estrutura para tal e nem seus professores são preparados para isso, já que tem que trabalhar em outras escolas para completar o salário.
Consideremos, em termos de qualidade, que os 100 dias são equivalentes a uns 50 em uma escola normal. Isso dentro de uma visão otimista.
Ótimo!
As crianças de tia Pollyana recebem 13,6% de um ano de educação de qualidade. Dessa forma, em 7 anos e meio receberão um ano de educação escolar. Em 14 anos, dois anos e assim por diante...
Tia Pollyana sorri enquanto as crianças cantam o hino e pensam: como elas são patriotas...”Ouviram do Ipiranga as margens plácidas...”

Em tempo: enquanto tivermos a idéia de dia letivo desvinculada de horas de atividade, investimento em estrutura e qualificação profissional tanto faz 200 dias letivos, 300 dias letivos ou até anos de 365 dias letivos... Dá exatamente na mesma. Ou seja, em nada.
Postar um comentário