quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Programas culturais de ameríndios (sendo politicamente correto)...

As maiores furadas culturais que conheço são sarau de poesia e show de dança moderna. O primeiro é o reduto de um monte de cara que está lá para ler seus trabalhos e que, diga-se de passagem, você não leria nunca se alguém não tivesse lido ali para você (confuso, né? Você não viu nada...) Os tímidos lêem com ar de dor e consternação, mas os performático não. Estes gritam e interpretam aquilo que escreveram e que você, que está ali só para prestigiar um amigo seu que tem essas idéias erradas, tem que agüentar. Mas aí você respira e pensa que Crise renal é bem pior...

A dança moderna performática começa. Ah sim... a música é performática também. O visual é escuro (ou claro demais) e as pessoas entram com cara de assustadas. Segundos depois, rolam no chão e se arrastam... (??) Depois se abraçam simbolizando o universo e você só descobre isso muito depois quando lê no jornal. A música persiste... basicamente percussão ou sons digitais. E olhe lá...
Comprei uma máquina de lavar DAKO que, quando tem pouca roupa para lavar, faz um solo de percussão de dar inveja a muita gente do meio.
E você ali... ainda pagou para ver.
Mas o pior é o final, pois sempre chega alguém e te pergunta?
- E aí gostou?

Bom, você pode responder o que pensa e passar por uma besta insensível e até grosseiro ou respirar e dizer:
- Diferente, né?! Bom...

E pensar depois:
Bom... seria se eu tivesse ficado em casa.

Em tempo:
Acho que era um direto constitucional apedrejar o ator que no final da peça vem agradecer e diz: "Se gostou, indique aos amigos, se não gostou, aos inimigos." E sempre tem um desgraçado que ri disso..
***
Acho a expressão programa de índio uma sacanagem com os índios... catamos suas terras, suas riquezas, destruímos sua fauna e flora e ainda saímos dizendo que os caras freqüentam sarau de poesia e show de dança moderna.. Isso não.

18 comentários:

Anônimo disse...

Preciso fazer uma confissão: Já fui a muitos saraus de poesia, tanto na condição de declamador (eu ficava entre o tímido e o performático) quanto na condição de amigo, mas reconheço que é um saco. Eu adorava declamar, mas confesso que enquanto eu esperava pela minha vez não prestava a mínima atenção nos outros. E o pior é a galera fazendo aquela cara de conteúdo enquanto o sujeito lê, aqueles comentários pernósticos dos pseudo-intelectuais... Você tem toda a razão cara.

Anônimo disse...

Nossa, não poderia concordar mais. No dia que unirem dança contemporânea com sarau de poesia num único espetáculo eu me mudo para outro planeta.

ED CAVALCANTE disse...

Rapaz, como sempre seus textos são diretos e bem escritos. Olha, concordo plenamente e acrescento: tem sempre um chato que finge que está entendendo tudo e fica do seu lado tecendo comentários.Certa vez o irmão do Ariano Suassuna (que é um ilustre desconhecido),comentou: "as besteiras que eu falo são besteiras, as que o Ariano fala são literatura".

Mayna disse...

Hahaha...
Adorei esse seu ponto de vista! Realmente um sarau de poesia e dança performática são chatos pra caramba! Mas acho que tem algo pior que os dois juntos: Ópera!
Vai ser chato assim, lá longe...rs

http://maynabuco.blogspot.com

mateusbonez disse...

Gostei do finalzinho, concordo OKSAOKSAOSAKOSAKSAOAK, muiiito bom o blog. Parabéns ;D

Espero sua visita e comments ;D
http://tiomah.blogspot.com

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀
Hashuahsuha

interessante sua análise sobre isso... sabe que nunca tinha parado para pensar nesse assunto?

ashuahs

mto bom

abçs,


Lucas de Oliveira
▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀▄▀

18 disse...

To vendo que acabaram com o seu final de semana hein

^^

Post legal

Rafaz disse...

que inveja da sua máquina de lavar...

mas nunca parei pra pensar nisso sabia?

18 disse...

Peguei seu blog de novo em outra comu...

mas agora vi o post da palestra, bem legal tambem :)

Desconectada disse...

Gostei muito de como vc escreve!
Achei seu blog na comunidade do orkut!
;)

Veiga disse...

hUAHSuHAushuAHsuhAS

ainda bem q eu nunca tive q ir em nenhum desses 2 'eventos'.

HUAshuAHsuAS

programa de índio msm...

abraço

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Acho que fazer um programa chato, seja pela insistência da namorada, ou por aquele amigo que ficou solteiro e precisa de uma "força", e insistem em te levar para um lugar que vc não gosta o programa fica chato...hehehe

Em tempo: uma vez fui a um sarau de poesia e tive um ataque de riso com o cara perfomático declamando um poesia existencial de alguma coisa...foi a única vez q me diverti num programa desses...mas durou pouco pq fui convidado a me retirar...hehehe...rs

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

nardiohead disse...

cara, quem não gosta de se fingir intelectual e o pior, quem não se snete lisonjeado quand oé perguntado sobre algo, mesmo você sabendo que é uam merda, você diz algo metaforico, que diz que é uma merda disfarçada, eu gostaria de ir num lugar desses, bebado ainda por cima

Tiago disse...

Você citou dois programas do tipo "não fui e não gostei". Eu ando cada vez mais contra o politicamente correto, mas evito chamar furadas de programa de índio e dizer que a política brasileira é uma palhaçada. Em respeito aos palhaços, claro.

Feänor disse...

Huauhauhauha eu ri bastante da sua descrição da "dança moderna performática", porque é exatamente por aí rs

Já de um bom sarau, eu até gosto. Porém, só quando ele se restringe a poesias já consagradas - e nem sei se o nome técnico continuaria sendo sarau no caso, mas também não me importo.

Agora, uma coisa é certa: depois de uma certa idade, a gente diz um "basta!" pra essas coisas e decide nunca mais renovar o nosso Funai-Card.

E ai daquele que tentar nos convencer!

All3X disse...

Impagável...rs
Ficom um bom tempo rindo por aqui...
Afinal, é a mais pura verdade.
Aqui em minha universidade já vi umas apresentações de dança contemporânea (tem curso de dança por aqui!!!) e fiquei imaginando: a pessoa passa anos aqui estudando(??) para fazer isso!!.
Agora sarau só estive em um e parece chatinho mesmo...
Valeu,
All3X

Euzer Lopes disse...

Sarau de poesia e reunião de diretoria de empresa têm apenas uma diferença: as pessoas do segundo grupo usam terno.
Porque dentro das cabeças, é a mesmíssima merda!
Falam, falam, falam e não se chega a conclusão nenhuma. Ou melhor, chega-se a uma conclusão: "perdi meu tempo aqui".

marcela p. disse...

§

Ah... que exagero! ¬¬

§