terça-feira, 19 de junho de 2012

Felizes aniversários nestas datas queridas...


Sempre dei pouca importância às datas comemorativas fossem elas quais fossem. A começar pelo meu aniversário que considero de há muito tempo uma mera formalidade que enche nosso perfil no facebook e Orkut de parabéns de muita gente que não se importa e nunca vai se importar com você, mas que se sente compelida colocar um insosso "parabéns, felicidades" na sua página da rede social.
Há muitos anos, acho que todos os dias são dias muito interessantes e isso esvai toda a graça dos chamados dias especiais. Entretanto, é importante perceber que mesmo entre todos os dias especiais, há um que é mais especial que os outros, que merece pausa, reflexão, cuidado, enfim, merece ser comemorado à moda própria. Pode ser o seu aniversário, o Natal, a Páscoa, o dia dos namorados.. sei lá. Pode ser um dia qualquer que você escolher. Que tal uma segunda-feira?  A odiada segunda-feira...
Sentado no chão brincando com meu filho caçula de bloquinhos de borracha empilhados, entre as risadas dele quando derrubava os blocos e suas caretinhas, entendi que somos o momento que vivemos. Entendi que, hoje, estou ali com ele, brincando, cuidando, mas que, amanhã, posso ser só uma sombra na lembrança dos meninos, uma fotografia numa folha, um retrato 3x4 em um documento envelhecido.
Em face dessa incerteza, tomou-me de assalto, não uma angústia, mas uma intensa vontade de escolher um dia para comemorar.
Escolhi as pessoas, escolhi o dia, desliguei o telefone, não abri a internet, sai por aí com eles para uma festa a quatro (Eu, minha esposa, Daniel, meu mais velho e Bruno, meu caçula). Sai para comemorar o melhor dia que um homem pode ter, o dia de hoje.
O mais é só especulação do que eu talvez nem sequer venha a existir.

Quinta-feira (dia 21), saio por aí para comemorar com eles o melhor 41º aniversário que um homem pode ter. Parabéns para todos nós, nestas datas queridas....

Postar um comentário