quarta-feira, 11 de abril de 2012

Paradoxo da prepotência - o contrassenso


Não sei de onde alguns profissionais de saúde tiram tanta arrogância e prepotência. Outro dia eu lia um fórum sobre tratamentos de cálculos biliares (pedra na vesícula) e lá pela tantas, alguém que se identificava como "médico" disse que não havia jeito senão a cirurgia e que a única pessoa capaz de saber o que era bom para a saúde da pessoa era o médico. Ou seja, creia em mim, pois eu sou a verdade e a luz e aquele que crê em mim viverá para sempre...
O fato é que havia dezenas (talvez centenas..) de depoimentos de melhora com tratamentos a base de fitoterápicos (remédios de plantas) que eram completamente desmerecidos pelo argumento cartesiano do referido profissional. Pode haver mil depoimentos a favor, mas, se a ciência (dele) não endossar, os fatos não existem. Era tudo fruto da imaginação daquelas pessoas. Dezenas e centenas de desequilibrados mentais que deliravam com uma cura imaginaria que iludia até outros médicos como ele.
O cara nem tentou uma evasiva do tipo: olha, eu não conheço casos comprovados ou ainda nunca li um estudo sério sobre isso... Não. Foi taxativo. Só existe verdade na ciência (dele) e ele era o representante oficial. 
Aprendi com o tempo que essas posturas é que são pouco confiáveis. Nego antes de qualquer coisa, pois contraria o que prego. Logo, se não é a minha verdade, está errado. Há uma confusão de posições aqui. Isso não é ciência, é dogma e dogma é a base da fé, um contrassenso no mundo científico.


Postar um comentário