sábado, 9 de abril de 2011

Uma história cabeluda

Zenilda comprava creme, fazia escova, hidratação e tantas coisas mais para ficar com o cabelo liso e brilhante. A natureza lhe fora injusta e, por causa disso, gastava quase todo seu ordenado com a manutenção de um estado apresentável de seu cabelo. O marido não podia fazer-lhe cafuné,  chuva a apavorava mais do que um tiro e uma estranha toca lhe protegia durante o sono de algum amassado ou suor incomodo que botasse a perder as horas de tratamento.
Um dia, em frente a seção de xampus, ela lia o que vinha escrito na parte de trás da embalagem de um deles: Xampu para cabelos crespos, tingidos, quebradiços, ressecados, com pontas, queimados pelo sol, opacos e danificados produtos químicos....
Era esse o shampoo com que ela tanto sonhara....
Mais abaixo, um recado em letras muito pequenas, quase imperceptíveis....
Tem certeza que vale gastar esse dinheiro com um cabelo nesse estado?

3 comentários:

Mikasmi disse...

Pois é!
Há sempre umas letrinhas pequeninas que estragam tudo...

Eduardo Montanari disse...

Cheguei a conhecer uma Zenilda, mas essa tinha pelos capilares.

Luisa L. disse...

rsrsrs
Que mania... tão fixados nos benefícios, sempre nos esquecemos de ler as contra-indicações!

Abraços!