quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Senso crítico? Pra quê? - Um novo ensaio sobre a cegueira.

Em 2010, eu vi a consolidação de um fanatismo que me assustou: o fanatismo político. As pessoas estão encarando partidos como se fossem uma doutrina de vida a ser seguida cegamente. Fazem discurso sustentando o insustentável e nomeiam inimigos com base em divergências de opiniões. Vi colegas com boa formação e inteligentes se dedicarem ao spam de emails com os louvores de um partido e de um líder. Vi a cegueira como creio muitos viram durante a ascensão do nazismo e do fascismo no século passado. Vi liberdade de imprensa ser combatida com o rótulo de "imprensa golpista". Esqueceram que em um regime democrática, resposta a imprensa se dá na justiça comum e não por tentativas de decretos de censura.
Vivemos em tempos democráticos e isso me dá uma certa tranquilidade nessa questão, pois não vislumbro um golpe de estado no horizonte. Entretanto, impressionou-me o número de pessoas inteligentes (sic - muitos mestres e doutores em suas áreas de conhecimento) que abriram mão do pensamento e do senso crítica para defender posturas e ações de um partido X como se só houvesse uma verdade. Uma única maneira de pensar, a do partido, e quem crê nos programas sociais e doutrinários do partido encontrará a luz. Salve, ó grande lider, que é a verdade e a luz, e aquele que crê em ti viverá para sempre. O mais é "imprensa golpista" e elementos subversivos reacionários que querem corromper a ordem de um estado perfeito. Inimigos da nação.. Brasil, ame-o ou deixe-o. Eu já ouvi esse discurso, mas não dessas bocas.
Isso me assusta na medida em que vejo pessoas abrindo mão do seu senso crítico. A história nos mostra que essas histerias coletivas só conduziram as nações à ruína. Não creio que será nossa caso, mas, por via das dúvidas, vamos seguir as palavras do Zeca Pagodinho: É um olho no gato e outro no peixe fritando.


4 comentários:

terezab disse...

Texto muito interessante.
Essa cegueira política é coisa que faz o povo patinar sem ir a lugar nenhum, por isso eu prefiro ficar longe de doutrinas de qualquer tipo e me concentrar no sujeito, no que ele é capaz de fazer (ou não fazer)independente de seu partido político.
sempre me incomodou que os políticos nunca assumem seus erros ou de seus pares, e culpam sempre terceiros por exporem suas mazelas,
(terceiro aí, leia-se a mídia)
abraço

Jackie Freitas disse...

Olá Marcelo!
Essa cegueira, assim como o fanatismo também me preocupam... Verdades impostas e o desrespeito às diferenças que muito podem contribuir com a evolução em todos os sentidos! No período eleitoral me mantive quieta, sem participar das acaloradas discussões que ocorriam, pois sei que não vale a pena falar para quem não quer escutar e sim brigar!
Grande beijo e parabéns pelo belo e lúcido texto!
Jackie

Paulo Monteiro disse...

Realmente é dificil ver pessoas que em outras epocas formaram a base da resistencia intelectual á falta liberdade de expreesao imposta pela ditadura...fazer declaraçoes como as que eu vi abertamente na televisão por artistas e intectuais de peso em nosso país.
Ontem mesmo estava conversando com uns amigos sobre a morte precoce de alguns artistas,Cazuza, Renato Russo, Raul, Gonzaguinha...diziam que se não tivessem morrido teriam muito a contribuir com seu senso critico apurado.
Então eu disse: Para mim morreram na hora certa, assim, so tenho as boas lembranças...porque velho não é facil ver uma pessoa escrever "pai afasta de mim esse cálice" e anos depois ouvi-lo dizer: "Pai teu cále-ce é a fonte da vida"
Entendo que mudamos de opinião de vez em quando, mas isso realmete é perder a noção e o senso critico.
Preferia que tivesse ido tbm rsrsr.

Parabens
Grande abraço.

Cei cidade de Genebra disse...

É infelizmente a política do pão e circo no Brasil ainda funciona, e muito bem.As pessoas deixam-se levar por falsas ideologias,é como se estivéssemos com uma grande cegueira intelectual.Essa considero ser a pior , nos conduz para um abismos de incertezas, de causas vãs , de aborricionismos.
Parabéns pelos textos.Seu site também já está entre os meus preferidos.