sábado, 29 de janeiro de 2011

As mentiras dos gordinhos e dos turistas de Cabo Frio

Queria entender por que é que os gordinhos e os turistas de Cabo Frio mentem tanto. O turista vai para Cabo Frio, aluga casa em grupo, compra pacote sei lá... Na semana da viagem, a meteorologia anuncia chuva o dia todo. Mas ele vai, afinal, já pagou tudo. É aí que vem a mentira que nada mais é do que não dar o braço a torcer que foi dinheiro perdido porque choveu pra cacete todos os dias e ele ficou trancado. 

- Que nada, choveu só um pouquinho sábado de manhã depois abriu um sol danado.

Comentário 1: No Brasil todo choveu pesado (inclusive em Cabo Frio), somente em cima do nosso amigo abriu um sol lindo que o acompanhou até a praia enquanto os outros turistas olhavam com inveja embaixo de seus guarda-chuvas.

Outra classe que se apega a mentira é o gordinho para não dar admitir o descontrole de hábitos alimentares. Poucos são os gordos que admitem que comem muito. Afirmam que comem igual a um passarinho e esquecem que um passarinho com até duas vezes o peso do próprio corpo. Talvez, aí esteja um confissão subliminar. Todos afirmam com a maior cara de pau que não sabem por que engordam, afinal, eles só comem UM biscoito de água e sal e bebem UM copo d'água por dia... Deve ser tiróide! Concluem.

Comentário 2: UM biscoito de água e sal e um copo d'água por dia matariam um passarinho de desnutrição e, com certeza, não são os responsáveis pelos seus 150 Kg.

Eu só tive um amigo gordinho que admitia abertamente que acabava com um vidro pequeno de maionese por lanche que ele fazia e foi ele que levantou essa bola de que gordo mente muito. 
Até agora busco um turista de Cabo Frio que admita que foi dinheiro jogado fora aquele pacote de feriado que ele pagou, mas está difícil de achar.


Atenção! Este é um texto de humor e não tem por objetivo ofender, denegrir, atingir, criticar nem gordinhos, nem turistas de Cabo Frio (categoria na qual me encontro). A explicação é absurda, mas momentaneamente necessária.

5 comentários:

Luisa L. disse...

Ainda faltam os fumadores que juram a pés juntos que SÓ fumam à janela, na varanda ou ao ar livre...
Até parece que estas mentirinhas apagam os factos! rsrsr
Abraços

Catti Carvalho disse...

oi adorei teu blog, eu tenho um blog tambem e gostaria da tua autorização pra postar 1 vez por semana 1 dos seus textos... como se fosse uma coluna sabe? é claro toda semana os créditos serao dados ao teu blog! Desde já agradeço sua atenção!
ja estou seguindo vcs no twitter, me segue se possivel @catticarvalho

meu blog é www.catticarvalho.blogspot.com nele eu falo de tudo, tem videos e musicas que me tocam naquele momento, além do meu modo meio tosco de ver o mundo e os seres humanos! enfim aguardo resposta em um dos comentes do meu blog, ou via twitter!

Marcelo disse...

Caro colega Eduacir,

Você sabe quantos valencianos sentam em uma cadeira? 4. Vira-se a cadeira de perna para cima e cada um senta em um pé. Minha cidade é alvo de piadas e textos que aludem à questão de ser um reduto de homossexuais. Nunca me senti ofendido e nem questionado em minha sexualidade por causa disso. Não acho muita graça, mas acho que é pela repetição do tema. Sei que a intenção não é me ferir nem magoar o brio das pessoas que vivem no lugar. É só uma piada.
Conhece aquela piada do português burro? Eu conheço várias. Aliás, sou neto de português e nunca senti a honra da minha família ofendida por causa disso. São textos que tem por objetivo provocar riso e não propor um tratado sobre a estupidez de um povo.
E aquela história do professor tolo que sempre cai na conversa do Joãozinho? Até hoje acho engraçado. E sou professor e nem por isso me sinto ofendido em minha classe quando ouço uma piada dessas. Sinceramente, até rio bastante.
Nietzsche foi o filósofo que foi usado pelos nazistas para amparar o antissemitismo (agora junto e sem hífen), mas nunca deixei de lê-lo por considerá-lo nazista. Suas idéias o separam no tempo de décadas do nazismo. Ele não tem culpa do que fizeram com o que ele escreveu.
Entendeu aonde eu quero chegar?
O sentido de um texto está, muitas vezes, em quem lê, não em quem escreve.
Eu não coloquei avisando que o texto era uma brincadeira por considerar isso uma desagradável ofensa à inteligência de quem me lê.
Um grande abraço

Marcelo Leite

Eu, a Vanessa Marques disse...

mentirinhas tão básicas né... mas acho q as vezes a gente precisa mentir para ser mais feliz, não dando o braço a torcer q somos fracos para comer só o suficiente ou de admintir q o fim de semana foi uma caca...

enfim, bju pra vc

http://qrolecionar.blogspot.com

Paulo Monteiro disse...

Parabens pela postagem...me lembrei de uma tia muito querida!!sou formado em enfermagem e pratico somente para cuidar de parentes e amigos, fora isso sou gerente comercial.

Minha tia é diabetica e hipertensa e bem gordinha.toda vez que dou uma "bronca" nela por que a glicemia esta indo as alturas, ela vem com essas desculpas. "meu filho eu to a uma semana sem comer nada, deve ser porque eu bebo muita agua" rsrss!! outro dia eu a peguei com uma generosa porção de toresmo de porco e farofa...

Mas o meu comentario foi especialmente para registrar: Tão bom quanto a postagem, está o terceiro comentario.

Valeu Marcelo