quarta-feira, 3 de novembro de 2010

O palhaço: entre o assustador, o decadente e o depressivo

Palhaço é, definitivamente, uma coisa assustadora. Meu filho de 2 anos e pouco adora a dupla Patati e Patatá e tive que aprender a lidar com meus temores e repulsas por conta disso. Quando me vejo, sou obrigado a assistir  a uma hora daquele show de horrores até o meu pequeno dormir.
Acho que isso tudo vem de duas coisas que trago na memória: um filme de Stephen King chamado It e da lembrança que tenho de circo em minha infância. No filme de terror, um palhaço sobrenatural causava mortes em uma localidade. Os dentes do palhaço me apavoram e eu repetia pra mim que aquilo era ficção, era só um filme. Isso me assustava lá no início da década de 80, quando eu ainda era pré-adolescente.
Outra coisa que me deprime em palhaços é a decadência que eles me trazem à mente. Certa vez, apareceu um circo em minha cidade. Lonas velhas, cordas rotas, roupas surradas e artistas com cara de fome. O rapaz que fazia um palhaço, com suas piadas velhas e sem graça, teimava em cair sentado em busca de uma risada da platéia. Ele também vendia os ingressos, cuspia fogo e apresentava o espetáculo, enfim, a absoluta face da decadência. Isso me deprimia.
Mas volto ao Patati e Patatá, que apesar de me trazerem as horrorosas lembranças são bem alimentados, coloridos, bem pagos e divertem uma platéia de crianças de classe média. Pois é..o oposto de minhas lembranças. Tenho tentado superar minhas implicâncias em nome do meu pequeno Daniel... mas tá difícil.

Em tempo: Sempre penso que a qualquer momento um deles pode matar uma criancinha daquelas. Por via das dúvidas não deixo meu filho chegar perto.

Galeria do Horror - os 5 mais:
It (do Filme. O da foto acima)
Bozo (Bizarro...)
Ronald MacDonald (tem cara de pervertido)
Krust (dos Simpson. Esse é pervertido mesmo)
Selvagem cor de Rosa (assistente de palco do Krust)

Postar um comentário