sábado, 3 de julho de 2010

O que derrubou Dunga?

A resposta a essa pergunta deve ser dada em dois tempos. Em uma imagem percebida por poucos em sua significância (mas destacada pela minha esposa que assistia ao jogo nervosa) diz tudo. Ao apitar do juiz indicando o término do jogo, Dunga dá às costas ao campo e sai, deixando seu exército a chorar o seu fracasso. Faltou humildade e liderança que o fariam entrar em campo e consolar aqueles que lutaram. Mas não... deu as costas e saiu emburrado, assim como entrou na copa.
O outro tempo dessa resposta se dá nas palavras do treinador que afirma não ter tido um responsável, mas sim o grupo, pela derrota da seleção. Reza a regra dos líderes que na hora do fracasso, chama-se a responsabilidade para si. Mesmo que seja na intenção de ouvir um "deixa disso", "todos fazemos parte disso" ... Mas ele se apressou em parcelar o resultado de sua falta de liderança, de sua arrogância, de seu despreparo em lidar com a imprensa, coisa que ele, depois de tantos anos de vida pública já deveria ter aprendido.
Dei pouca importância ao fiasco dessa seleção que, para mim, já entrou no torneio com a marca dos que vieram para perder, escalada, armada e burilada por um treinador que não sabe falar com a imprensa, mas o pior de tudo, não sabe ouvir.

***
Piadinha infame do dia:
A seleção, depois da derrota para Holanda, vai deixar de ser patrocinada pela BRAHMA e passará a ser patrocinada pelo KY, da Johnson & Johnson.

Postar um comentário