sábado, 16 de janeiro de 2010

Sempre atual.. BBB de novo, tudo igual de novo...


Como construir um discurso do Bial de eliminação em paredão.
Curso prático em uma lição

Depois de vários contatos dos brothers com as famílias via TV de LCD (comprei uma daquela) e ver que os caras repetirem sempre as mesmas coisas: ó, a tia lalá, O Zecão... caraca!.. Meu pai, minha mãe, a Aninha... caraca! O Alfredo, o Jão, o Pepe...caraca... (preste atenção que eles colocam a mão boca sempre que apontam para a TV. Será isso um sinal?), chega o Bial com um discurso que segue um padrão. Eis aqui a fórmula do mais do mesmo de sempre:

1. Adote a seqüência aleatória para comunicar. Tente ser imprevisível, mesmo quando só há duas opções : O ELIMINADO e o QUE FICA. O QUE FICA e o ELIMINADO. Nunca permita que saibam quem é o eliminado no início do discurso. Desvie com elogios aos dois... Isso sempre confunde.

2. Reúna considerações pessoais de cunho poético e com metáforas de efeito.
Ex.: E você, Fulana, que veio como um furacão e como um brisa se foi. Em alguns momentos explode em ímpetos, em outros deságua de ternura... E você, beltrana, uma flor que chegou em botão e desabrochou na convivência com os brothers. (Observe a carinha de idiota que as pessoas fazem quando ouvem isso, a cabecinha sempre vira para um lado, como se tombasse levemente)

3. Faça citações literárias que já se tornaram lugares-comuns, com interações a elas:
Ex.: Tudo vale a pena se alma não é pequena, mas a sua alma não foi pequena.
Tinha uma pedra no meio do caminho, entretato, o que é uma pedra para um guerreiro.
Amor é fogo que arde sem ver, mas esse você viu arder e se esvair nas cinzas.
(Caramba ele conhece Fernando Pessoa, Drummond e Camões.. putz é muito crânio! Muito culto! - Acredita que eu já ouvi isso?)

4. Afunile o discurso. Faça o processo na ordem inversa, ou seja, afunile o discurso no oponente que fica e rompa a expectativa ou afunile no eliminado. Encha de frases feitas de uso popular.
Ex.: Mas quem muito procura acha, e você procurou... o eliminado de hoje é você, Fulano.
Água mole em pedra dura, tanto bate... o eliminado de hoje é você.

É isso aí.
Agora, na hora de dispensar alguém (namorado(a), empregado(a)... ), você já tem estilo BBB.

Em Breve...
Como fazer piadinhas
Por Fausto Silva


Como fazer novelas que só se passam no Leblon
Por Manoel Carlos

Fazendo pessoas rirem por educação

Por Renato Aragão

5 comentários:

Anna Paula disse...

Há perfil pra tudo...sem ele bem definido a coisa se perde!

Montanari disse...

Nossa, eu realmente abomino o grande irmão.
Eu confesso que assisti o 1 inteirinho, porque era novidade e tals. Até sabia os nomes dos participantes e tudo, mas depois, como tudo na TV, virou moda e daí começou a babaquice toda. Pessoas cada vez mais fúteis e coisas cada vez mais estúpidas e emburrecedoras.

Engraçadinha disse...

Mais do mesmo sim, mas a galera não cansa. Acho q essa é a rataria de laboratório q os humanos gostam de ver.
Esse ano tem @twittess.
É a desculpa pras pessoas relevantes assistirem ao BBB.

#Bjmetwitta

Carol Mioni disse...

kkkk

a mais pura verdade!!!

Fábio Henrique disse...

kkkkkkk
O Bial gosta mesmo de fazer essas coisas. estava vendo outro dia no programa do JÔ um cara imitando o Bial e pareceu um pouco com o que vc disse.