quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Somos todos nocivos ao meio ambiente


João tinha um carro a gasolina e trocou por um carro a álcool para ser ecologicamente correto. Um dia, disseram a João que carros álcool também poluem e ele trocou por um carro elétrico. Entretanto, um estudo comprovou que a energia dispensada para construção de um carro elétrico compromete o equilíbrio ambiental e destrói a camada de ozônio. João comprou uma bicicleta, mas disseram que o material dos pneus era, apesar de reciclado, altamente poluente em seu processo de fabricação. João passou a só andar a pé. Mas para andar a pé João passou a comer mais e ficou sabendo que os alimentos degradam alguns recursos naturais para serem produzidos. João virou nômade e passou a vagar comendo coisas que caiam das árvores. Tudo ia bem até o dia em que João soube que as roupas que ele usava eram industrializadas e o processo de confecção consumia o equivalente a uma árvore de energia. João passou a andar pelado.
E,então, vagava pelado pelas ruas comendo coisas que caiam das árvores. A alimentação de João, por vezes, produzia gases em seu organismo e ele se tornava um ser poluente. João parou de comer.
Certo dia, caiu, desnutrido.... morto.
As pessoas que passavam olhavam com desdém aquele homem esquálido, nu e morto no meio da rua e diziam:
- Olha só. Morto... vai começar a feder, liberar gases de decomposição, provocar doenças... Meu Deus, tem gente que não faz a sua parte por um mundo melhor.

3 comentários:

Luisa L. disse...

Excepcional. Adorei!
A construção da história é genial. Parabéns!

Aproveito para te desejar um Feliz ano Novo. Pode ser um pouco poluido! :)

Grande abraço
Luísa

Montanari disse...

Incrível. Adorei o texto. Criativo e divertido. Do tipo que te prende até o final da leitura.
Pois é, como dizem, o ser humano é podre.

Trevo sem Folhas disse...

Estou reciclando aqui meu comentário para não enviá-lo em uma folha de papel e poluir e destruir ainda mais o ambiente. Excelente texto.