sábado, 14 de novembro de 2009

Um erro justificando o outro: a lógica do calhorda


Não é de hoje que vejo que uma canalhice serve para justificar a outra aqui no Brasil, que, no senso comum, um erro serve para atenuar outro como se fosse algo que flui dentro de uma lógica perversa e amoral. Quando temos um crime (principalmente de corrupção), logo aparece alguém para dizer que o cara foi bode expiatório, que tem gente fazendo pior por aí e não dá em nada. Enfim, absolvido porque existe um ladrão maior que ele. Isso é o que chamo de jurisprudência da "calhordice".
Aparece um para dizer que fulano empregou parente, mas sicrano é bem pior porque empregou mais parentes. Logo, por que o escândalo? Surge outro para dizer que o bandido estuprava e logo outro mostra um pior que estuprava e matava.
E assim, segue-se numa eterna repetição do erro maior redimindo o menor. Chega-se, então, a uma conclusão cruel, porém, prática. Se for cometer um crime, assegure-se de que próximo a você há um ato mais vil. Dessa forma, a absolvição é compulsória.


7 comentários:

Claudinha disse...

Horrível mesmo. Vivemos em um país que ainda não prima pela moral, infelizmente. A corrupção no governo, o desvio de verbas públicas, são atos completamente esperados, corriqueiros, sem novidade. A novidade é encontrar uma justificativa para o crime quando descoberto! Aí apela-se para o "fiz mas todo mundo faz, e pior!".
Patético!
Abçs

Felipe disse...

As desculpas esfarrapadas persistirão enquanto nos auxiliarmos, grandes canalhas, a permanecerem onde estão.
Abraços!
Felipe

Montanari disse...

É por isso que eu vivo repetindo: O Brasil merece o título de país terceiro mundista que tem!

TONY disse...

Olá

Eu não estou notando diferença, em relação aqui, é a mesma coisa.

abraço

tony

Iúri disse...

Olá Valença,

Realmente é essa a filosofia no Brasil: por que sou culpado, se fulano fez igual ou pior?

Essa é uma das muitas filosofias de vida que o brasileiro tem e necessita urgentemente ser mudada.

Ótimo texto!
Abraços.

Carol Mioni disse...

Justiça é uma palavra como outra qqr. Perdeu seu significado, sua força no nosso país. Pena.

Informativo moto1000 disse...

É por isso que eu vivo repetindo: O Brasil merece o título de país terceiro mundista que tem!(2)


visitem
http://www.informativomoto1000.com/