sábado, 19 de setembro de 2009

Hipocrisia é a eterna pretensão à virtuosidade

Muitas vezes, o discurso serve para esconder o mau cheiro das nossas perversões humanas. O noticiário mostra o honorável senhor que reprimia a filha de minissaia, mas que se esfregava com meninas de 12 anos em um sítio na periferia. O “religioso” pregava a castidade, mas, em suas preces, pedia para não sucumbir outra vez a tentação dos meninos sarados que o cercavam. O político que vociferava pela sua dignidade e honra segurava a bolsa cheia de dinheiro recebido de um "amigo" que tivera seu contrato fechado com o Estado por sua interferência. Na esquina, o austero agente de segurança espancava o rapaz que fumava crack e tomava o seu relógio para não levá-lo a delegacia. E na TV, o homem de terno dizia que não tinha nada com a empresa X, mas guardava no bolso as passagens de avião e o voucher do hotel SPA em que descansaria no final de semana, por conta da empresa X.
Seguia-se assim a semana e todos respiravam o ar da dignidade, no culto, na rua, nas câmaras, nos palanques e nos púlpitos da vida. Sorvendo o ar que trazia consigo a eterna pretensão à virtuosidade.


5 comentários:

Valdeir Almeida disse...

Marcelo,

Concordo com você plenamente.

Em meu blog, já escrevi vários textos em que discorro sobre os "sepulcros caiados", ou seja, aqueles que entre o discurso e a prática existe uma distãncia quilométrica e contraditória.

Sou cristão, mas não sou religioso. Os hipócritas religiosos dizem-se cristãos, mas usam a religião como arma de intolerância.

Abraços e bom final de semana.

Anônimo disse...

Marcelo,

Quem não tem pecado que atire a primeira pedra. Não é assim a virtuosa frase?

As ruas estão cheias de virtuosas pessoas que aceitam pequenas propinas a troco de pequenos favores. Isso é um erro, mas quando é feito em escala maior, é uma catástrofe.

O brasileiro já se corrompeu, não acredito que tenha volta. Somos só eu e você.

Beijocas

Renata Fraia disse...

Bravo!!!!!!!!!Sempre achei que a hipocrisia é o pior dos defeitos humanos, pois ela se traveste de bondade.

Edilza Nascimento disse...

Perfeito! Muito bem dito.

Anna Paula disse...

Senti um pouco de melancolia e desânimo no seu texto. Vc tá assim?
Motivo justo mas..... vamos criar uma Universidade da Moralidade?
Como o discurso serve para quem o escuta como para quem o profere...seremos melhores futuramente.
Mas fique frio,o mundo caminha para dias melhores pode acreditar!
bjs