terça-feira, 10 de março de 2009

Papo de BBB... Nada com nada.

Não dá para fugir desse assunto em algum momento. Outro dia eu presenciei uma conversar entre os heróis do Bial, dos Brothers e confesso que depois de quase vinte anos de estudos, ensino e pesquisa na área de linguagem, eu jamais havia conteúdo de tamanha profundidade. Priscila (futura "Brasileirinhas") e uma outra chamada Fran, discutiam a atitude de uma sister, heroína do Bial (Bial anda mal de heroína... Bial anda viciado em heróina. Que droga!).

- Ah.. aí ela falou , pó sei lá.
- É nada a ver...
- O cara ta lá, assim, meio de páaa (sic)...
- É. Putz, mó (sic) falsa... caraca
- Ai eu falei pá, nada a ver.. sei lá fica falando assim.
- Pó. Só é, mó (sic) dissimulada (nota: gastou vocabulário aqui. Vai fazer falta um dia).
- É sei lá nada a ver, fazendo joguinho...
- Caraca. Só é.. sei lá.. nada a ver
- Eu sou assim... se eu gosto eu gosto mesmo, se eu não gosto, não gosto..
- Putz. Também... só. Nada a ver.
(e a conversa prosseguiu assim por uns 3 minutos mais ou menos)

Depois disso tudo, eu penso:
"Caraca, sei lá, nada a ver.... e digo mais, sei lá nada a ver, mil coisas..."
Tenho dito.

Postar um comentário