quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Os sete pecados capitais de um blogue.. escolha o seu.

Próximo de fazer um ano de existência e de atividades como blogueiros (prefiro bloguista, mas vá lá), a gente se torna mais leitor do que qualquer outra coisa. Em um dia de pouco passeio pela blogosfera, leio de 10 a 20 blogues. Em dias de "à toa", coisa rara, perco a conta. E acreditem, virou mania. Leio por prazer de ler.
Gosto mesmo disso e já assumi como uma das minhas saudáveis perversões.
Há blogues que são geniais, belos textos, bons assuntos (não vou citar para não cometer injustiça, mas dê uma olhada no meu blog roll e nos que eu acompanho para ter uma idéia), outros nem tanto, textos ruins, montoeiras de vídeos do youtube, ctrl+C/Ctrl+V... vixe, que horror! Há cronistas geniais que ainda não o sabem, jornalistas sagazes ou mesmo poetas brilhantes. Do outro lado, há rascunhos mal feitos de projetos de intelectuais (são os poetinhas punk-rebeldes que rimam pus-luz-seduz-alcaçuz) em quem ainda não caiu a ficha (talvez nunca venha a cair) do quanto é ruim o que postam.
Há de tudo para tudo que é lado... Até houve uma época em que abri uma série de críticas ao que havia de ruim... (lá para maio, mais ou menos). Hoje, acho bom até o que é ruim, mas acredito que a morte de um blogue (naquela estatística dos 3 meses de vida) está ligada aos 7 sete pecados capitais da blogosfera.
Ei-los...

A ira
Quero ser crítico, mas não tenho bagagem intelectual para isso. Mas e daí, dane-se. O que vale é expressar o meu pensamento. Faço textos que reduzem as barras de rolagem do navegador a um pentelhinho de tão finas. Sou um gênio e odeio tudo que é estranho a minha genialidade (minha mãe disse que sou e ela não mente). Sou um intelectual (sic) e faço poemas irascíveis (ainda que não saiba bem o que isso quer dizer) que rimam pus com luz e terminam em atendimentos no SUS. Sou uma espécie de punk deslocado do tempo e atribuo todo meu fracasso ao sistema. E quem é você para me analisar?

A gula
Coloco um texto que fica vários dias e decido que não posto outro enquanto não tiver pelo menos 80 comentários. Sou guloso de comentário. Atolo as comunidades do orkut com minha presença... no oitenta e um, eu escrevo outro texto. Ando meio sem inspiração (embora eu também não saiba bem o que é isso). Ah, sei lá, nada a ver, mil coisas.

A inveja
Não gosto de ler, mas gosto de escrever (sic). Acho que tudo que é blogue que tem muita visita é ruim. Escrevo textos em que saio descendo a ripa e dando nomes aos bois. Falo mal de todo mundo e crio polêmica com o que vier pela frente... Não interessa. Você concorda? Pois eu discordo e quem é você para me julgar? Meus comentários em outros blogues? Sou contra tudo ,principalmente a qualquer coisa que você você seja a favor.

O orgulho
Não preciso da sua visita. Escrevo por escrever. Não está bom o texto? Coitado, você não entendeu. Expresso no meu blogue os capítulos do meu mais genial romance, e único, de 850 páginas. O que? Acha que colocar 50 páginas do meu livro em um post torna a leitura cansativa... paciência. O problema é que você não tem hábito de leitura. Não posso fazer nada. Só lamento. E quem é você para me julgar?

A avareza
Posto um texto a cada mês e participo das comunidades com tópicos do tipos "blogues atualizados no segundo semestre de 2008". Deixo claro que, se vai citar meu texto, faça os créditos, insira o link, informe o meu nome e coloque meu banner. Ah, e encaminhe um pedido de autorização para eu assinar reconhecer firma em cartório e devolver.

A preguiça
A última vez que atualizei foi em janeiro de 2008. Já até escrevi alguma coisa depois, mas aí... cara, nem lembro a senha. Aí ferrou. Comentar? Huum.. às vezes, sei lá... "Legal o texto". Passa no meu. http://... Para mim é o suficiente.

A luxúria
Descobri que existe cursor de estrelinhas, selos de blogues, banner colorido, propagandas em pop-up que te pagam 0,01 cada vez que alguém clica (vou ficar rico se a população da China em peso clicar no meu banner), fundo preto, letras verde claro, bonequinhos que se mexem na tela, jogos em java, musiquinha de fundo, radio ambiente, espaço para vídeos preferidos... coloquei tudo no blogue de uma só vez. Meu blogue é uma suruba de recursos exóticos. Em conexão discada demora uns 10 minutos para abrir... Clica, saia de perto e volta daqui a pouco.

Nessa minha história de blogosfera, aprendi que ser amado e odiado faz parte da brincadeira e vamos tentando seguir com a balança mais equilibrada possível.
Descobri que o legal é isso também.

Em tempo:
Certa vez eu li um post em um blogue que trazia o tema que abordei aqui, os sete pecados. Não lembro o post, não lembro o blogue, mas faz muito tempo mesmo (eu nem tinha blogue na época) e eu achei bem legal. Outro dia eu me lembrei disso e aí, eu pensei... e o que o saco de filó tem a dizer sobre os pecados da blogosfera?
Aí vai.
Quer dizer: aí foi.


Se bem que pecar mesmo é fica vendo a vida passar... de bobeira.
Bloga aí.

24 comentários:

Marcio Sarge disse...

Cara! Muito divertida a análise feita pelas faltas cometidas na esfera blogueira.
Melhor ainda, além de divertida, vai fundo e toca na verdade que só conhece quem gosta de passear por ai e ler o que existe de bom e ruim no mundo dos blogs.

Existirá uma tábua da salvação para nossos irmãos de escrita.
Eu sou cético, por mim muitos desses blogs poderiam ir embora e nunca ressuscitar, nem no terceiro dia.

Abraço.

Marcelo disse...

E se algum deles ressucitar, consideremo-lo obra do diabo...
rs
rs
Abs

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Ler os pecados que vc citou aqui me faz perceber o quanto que existem os mais variados tipos de blogueiros: tem blog que vc acessa feliz pq sabe que vai encontrar um conteúdo bacana, que te faz refletir ou que acrescenta alguma coisa.

Já outros, que até parecem um tanto egoísta, só querem um elevado número de comentários, não se preocupa em receber uma visita, nem fazer um post original e ainda faz comentários programados (legal seu blog, visite o meu).

Deveria existir um bom senso geral, se vc não quer ou não sabe o que comentar, fique calado, ou melhor, não escreva. Isso queima o filme na blogsfera...

Marcelo, para variar o seu texto está incrível. Posta ele lá no diHiTT para ser votado e comentado. Ele faz todos os blogueiros refletirem sobre a atividade. Quem nunca que cometeu um pecado que atire a primeira pedra?

Abração,

=]
------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Lilian Devlin disse...

Marcelo,
Lendo o seu post e vendo se o meu se enquadrava ( sorte sua que pouco achei, senão a gente ia sair no braço!...rs... olha a ira aí, gente! rs), eu tenho três comentários a fazer.O primeiro é que eu tenho orgulho sim, mas orgulho de tê-lo como meu leitor. O segundo é que tenho inveja, mas inveja daquela da boa( se é que isso existe!rs), do tanto que vc escreve bem. Já disse isso zilhões de vezes, mas não tenho preguiça de repetir e nem sou uma pessoa avarenta para deixar de reconhecer isso!E a terceira é que o meu blog tem um pecadinho, o da luxúria, pq eu gosto de uns enfeitinhos, de fotinhas coloridas, letrinhas coloridinhas e isso sem falar que ele é pretinho... aff... rs.Mas, como Wander disse acima, que me joguem pedras que não cometeu pecado algum!
Beijos!

All3X disse...

"Quem nunca que cometeu um pecado que atire a primeira pedra?"...eu, por exemplo, ainda tenho muito a aprender e então me calo por agora.
E que hilário é esse primeiro comentário lá em cima...juntamente com Marcelo, que sabe ser mais irônico ainda.
Gosto desse blog, porque me diverto e ainda aprendo várias lições.
Me enquadraria em umas dessas categorias de pecado, mas como concluiu, e eu estou junto desse pensamento, pecar msmo, para mim, é não participar da blogosfera...
Valeu Marcelo,
All3X

All3X disse...

"Quem nunca que cometeu um pecado que atire a primeira pedra?"...eu, por exemplo, ainda tenho muito a aprender e então me calo por agora.
E que hilário é esse primeiro comentário lá em cima...juntamente com Marcelo, que sabe ser mais irônico ainda.
Gosto desse blog, porque me diverto e ainda aprendo várias lições.
Me enquadraria em umas dessas categorias de pecado, mas como concluiu, e eu estou junto desse pensamento, pecar msmo, para mim, é não participar da blogosfera...
Valeu Marcelo,
All3X

Marília disse...

E eu que adorei seu blog!
seria ótimo ter tempo pra ler textos perdidos aí na blogsfera, principalmente se forem nesse nível.

Flávia Damato disse...

Uma vez vc me disse q havia uma bloqueira escondida em mim (nem precisa dizer onde)rsrs; claro, vc estava sendo gentil (rs); mas lendo seus posts tenho cada dia + certeza q devo continuar apenas lendo-os... e comentando, por enquanto. rs
Quem sabe um dia...

E, cá p/ nós, vc escreve como poucos.

Bjs!!!

Marcus "OROCHI" disse...

O pior eh quando a gente lê algum(ns) do(s) pecado(s) acima e dá aquela disfarçada básica, olha pro lado, assobia... rs
Mas das citadas acima a que realmente irrita é a luxúria. O troço demora duas horas pra abrir e o post que a pessoa te encheu o saco pra comentar é uma gif animada de 20MB com uma mensagenzinha clichê... ¬¬'

Vlw Marcelo, abraço!

-------

http://chamandocoringa.blogspot.com/

Picolé de Chuchu disse...

Super! Pra quem tem um blog isso é verdade vc desperta muitas reações com um blog...e isso é que é legal..
o meu faz rir...o do fulano faz pensar...e por aí vai!!!

Parabéns!!

http://wwwpicoledechuchu.blogspot.com


Passa lá!!

Lomyne disse...

Pensando friamente aqui, meu blog vai arder no mármore do inferno... Ainda bem que não chegamos no dia do juízo final. E pela lógica do comentário do marcio sarge e logo em seguida o seu, devo acrescentar que meu blog é obra do diabo, porque eu parei por um tempão... Ai, meu deus, to com medo de mim...

me disse...

Sabe, essa questão de analisar o alheio, criticar sem mesmo saber qual o intuito, sentimento e intenção do bloguista naquele momento é complicada ?

Pode ser, mas entendo que existem também aqueles criativos do contra, onde a qualidade de seus textos ocorre apenas quando a crítica se faz necessária, ou vital para a sobrevivência.

Existem outros críticos com motivos suspeito, beirando o absurdo. Eu me incluo nesse rol.

Sou neurótico (de verdade, com remédios, terapia. etc) e o blog foi uma maneira de baixar meus anseios ímpares, incongruentes com o modo Pessoa "Normal".

Um dos pensamentos neuróticos, quase sempre invonlutário e natural é o ato de criticar ações, expectativas e desejos das pessoas ao seu redor.

Abs, vida londa...

Rabib al Jahara disse...

Tem um pecado que os hebreus não pensaram, um pecado da pós-modernidade, o oitavo pecado (foi revelado a mim por Paulo Coelho) e passo para vc: o pecado da incompetência!!!! O bloguista- blogueiro-blogador-blogman que não tiver a virtude da competência e que esteja com suporte de um provedor que também não atenda a essa virtude e cuja conexão cai, some, naufraga, com certeza estará no mármore do inferno dos blogs.

Em tempo: os hebreus resolveram seu problema de internet com o Provedor Noé. "Provedor Noé, para vc continuar navegando mesmo no dilúvio! Um link direto com Deus! Conectando você 24 horas ao mundo desde 5.000 a.C!"

Um abraço, Marcelo!

Tiago disse...

Com quase 5 anos de blog nas costas, eu tenho que confessar que já cometi alguns desses pecados (a gula e a preguiça). Mas acho que faz parte do processo. E eu também me pego fazendo essa pergunta a mim mesmo depois de ler alguns blogs lá da comuna de onde nos conhecemos: "Terá essa pessoa noção de quão ruim é seu blog?" Mas algum dia esse esforço na blogosfera vale a pena e a gente encontra um Saco de filó da vida.
PS: e blog com vídeos engraçados do YouTube e piadas pescadas no Google não é blog pra mim.

Marcelo disse...

POis é Tiago, o cara não tem dimensão do quão é ruim aquilo que ele chama de blogue.
De certa forma, é isso que o redime e o mantém postando aquelas porcarias... a própria ignorância.. que, na maioria das vezes, é uma bênção. Para ele, não para nós.
Abs

Marcelo

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Fiz uma coisa que não sei se você vai gostar, mas eu fiz por achar que seu blog merece ser lido e reconhecido. Não fique bravo...minha intenção foi divulgar seu trabalho e esse post, em especial, que uma reflexão importante para os blogueiros.

Mandei o link desse post para ser votado e comentado no diHiTT. Ainda divulguei para todos os meus amigos de lá.

Espero que entenda! O seu blog vale a pena ser lido...prefiro te contar aqui e dividir isso com seus leitores do que você entrar no DiHiTT e tomar um susto com o link do seu post por lá..hehehe.


Abraço,

=]
--------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

raquel disse...

Sou fã desse Saco de Filó :)
Confesso que faz um tempinho que não passo por aqui, mas sempre que venho "topo" com textos que me dão prazer em ler.

Esse me deixou meio assim...

Vesti a carapuça de alguns desses pecados.Porém, como estou "engatinhando" ainda nessa história de "blogar", vou aprendendo, literalmente, aqui e ali...

Confesso que tenho mais prazer em ler do que em escrever, talvez por isso nunca venha a ser uma "blogueira ou bloguista" de peso. Mas vou tentar me livrar de alguns dos pecados em que me reconheci aqui.

Abs
Raquel

Michell Niero disse...

Como sempre sensacional.

Existem também os chamados "posts terroristas". Gente anônima que entra no blog/site e deixa uma mensagem lá do tipo "Você é um merda, seu blog é merda porque eu acho e pronto acabou". Você lê aquilo, fica pasmo, e depois vai pro próximo. Geralmente o próximo é "legal seu site" (acho que esse consegue ser pior que o post terrorista.

Os piores comentários que eu recebi na minha vida foram dois. Um deles foi esse ":)" o outro, de uma menina prima do macunaíma dizia assim "ah, to com preguiça de ler seu post".

É como dizia Jorge Ben "Eu quero é mocotó"

marcela (arlequinal) p. disse...

§

Oba!
Será que existe serviço de excomunhão online?
Cometo os 7 pecados e, como dizia Jerry Lee Lewis, se for para ir pro inferno, que seja tocando piano, ops... blogando...

§

Felipe Lucchesi disse...

Uau,siplesmente um dos melhores textos que já li num blog! Tenho blog desde 2002 mas essa bagagem que você tem é de se admirar.Tirando é claro,o ótimo humor ! Parabéns !!!

Abraços !!!

http://namiradofelipe.blogspot.com/

Dedinhos Nervosos disse...

Eu li morrendo de medo de me encaixar em algum desses pecados. rsrs

Adoro quando vc fala dos "bloguistas" e dos que comentam, que muitas vezes poderiam escrever "prefiro não comentar". É muito bom ver descrito em palavras inteligentes o que também observamos.

Bj.

Alexandre Silva disse...

O bom de ler blog ruim é que pelo menos alguma coisa vc tira dele: a vontade de nunca mais voltar, kkkkkkkk...
Nesses meus 3 meses de "brogosfera" guardei poucos com minha "presença quase que diária" e todos são sempre citados.
Todo mundo comete essas doideras de q vc citou, mas os poeminhas "jus com puz comendo alcaçuz" são ótimos, hehehehe... tem hora q entro em alguns blogs e penso: "que merda eu comento?" Dá até vontade de dxar um: "Blog legal cara, visita o meu", mas ñ tenho coragem :/
Aliás, "quem é vc pra me julgar mesmo"? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Anônimo disse...

Eu acho que não cometi nenhum desses pecados. Mas já percebi que no mundindo da blogosfera brasileira, existe uma certa panelinha. Uma dúzia de blogs que são "nata". E existem aqueles que querem a qualquer modo entrar nessa "panela".

Na minha opinião, os maiores pecadores são aqueles poetas de me*%#, que nunca escrevem um poema alegre, animador. Quando sou obrigado a comentar em algum desses blogs, costumo esculachar o "talento" do "poeta".

Tchau.

Thata disse...

Eu tenho a preguiça. Mas não só na Blogosfera, na vida em geral.
Alguma fórmula mágica pra mudar isso? Se tiver, eu aceito sugestões. =P
O que dizer mais? Ótimo texto, como sempre.



Bejoo :*