quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Teste, testas, testículos e outras testagens...

Outro dia larguei um furo daqueles. Vi um boneco de papel com partes diversas em tamanhos diferentes em um local onde trabalho e perguntei: o que é aquilo? Logo, um colega respondeu: o que você acha dessas dinâmicas de grupo? Nem pensei (se tivesse pensado não diria): completa tolice, análise resumitiva sem base científica, chute, um saco, sem fundamento... fiz até piadinhas.

O colega explicou que era para mostrar que as partes diferentes refletiam a falta de comunicação da equipe com um orgulho de autor da dinâmica. Naquele momento, supus que era melhor encerrar o assunto. E fui pensando: será que não lhe ocorreu que bonecos com partes diferentes podem ser decorrentes das pessoas fazerem concepções diferentes do que é um boneco.... Uma vez largado o furo, não dei prosseguimento ao papo.

Mas fico impressionado como as pessoas adoram dinâmicas de grupo e testes de revista. Ambos os casos com o mesmo grau de credibilidade e cientificidade, ou seja, nenhum. Precisam fazer um teste para descobrir se o marido está traindo, um teste para saber se é um homem moderno, outro para saber se o namorado a ama de verdade, e mais, para descobrir se está satisfeito com a carreira.

Perguntas que se forem feitas a si mesmo podem ser respondidas facilmente. Mas não. A revista funciona como uma espécie de oráculo... Não o de Tebas, mas o de Claudia, Nova, Capricho.

As dinâmicas são elaboradas para definir que eu ou beltrano não gostamos trabalhar em grupo, mas funcionamos bem nesse esquema. Trinta minutos de trabalhos para saber isso? Era só me perguntar.

Imagina uma pessoa que fez uma dinâmica e descobriu que não leva jeito para o seu trabalho, que não é querida pelos colegas, fez um teste de revista e descobriu que o namorado a trai, que ela é cafona, que não é uma pessoa carismática, que tem problemas com dinheiro, que aparenta ser mais velha do que é... o que lhe resta?

Abrir o vidrinho de veneno que vem como brinde da revista e pingar no cereal no café da manhã.


34 comentários:

All3X disse...

Hum, agora mexeu em um ponto delicada: dinâmica de grupo. Não tenho muita autoridade para dizer nada, mas também não suporto fazer tais dinâmicas...
Se são id~enticas aos testes das revistas, pode ser sim, pois estas servem apenas para ditar comportamentos...
Mas não é preciso se envenenar não, apenas deixe de ler tais revistas e não leve a sério as dinâmicas.
Valeu,

Veiga disse...

hUAhsuHASuHAUSAS

eu nunca fiz essas dinamicas de grupo... acho isso ridiculo. n é por isso q alguem vai ser melhor do q o outro.

Marcus "OROCHI" disse...

Tipo... se tem uma coisa que acaba com meu dia é chegar nessas típicas reuniões de professores e uma tiazona mandar um "Agora façam um círculo, vamos fazer uma dinâmica..."

DINÂMICAS, ARGH! >.<

Michell Niero disse...

As dinâmicas e testes de revista fazem parte da imbecialização da sociedade.

O mesmo ocorre quando paramos em frente à TV para que ela pense por nós.

Funciona do mesmo jeito da leitura de auto-ajuda. Mexe o que todos já sabem, só que quando escrito de um jeito sedutor e manipulativo, eis que a lâmpada acende acima da cabeça.

Eu ainda acho que dar um tapa na moleira funciona melhor e acorda muito mais neurônios.

Anônimo disse...

Eu não me importo em conviver em grupo, e as vezes a dinâmica até acontece.

O problema é trabalhar em grupo. Só trabalho com pessoas que pensam do mesmo jeito que eu. Se não, o resultado é uma bosta.


http://ilude.blogspot.com/

jαnα ¦D disse...

Eu simplesmente odeio essas dinamicas...é uma perda de tempo total. Se bem que, entre trabalhar e fazer a dinamica, creio que prefiro a dinamica...HAUHUHAUhauHA ¬¬'
Mas em compensação, não consigo resistir a testes de revista. Mas prefiro os da "Atrevida" ao invés do da "Capricho" hAUHuahUHAU :D

Abraços.
='-'=

http://nerdezasaleatorias.blogspot.com/

Evandro Varella disse...

Marcelo, venho sempre aqui e sempre me deparo com ótimos textos e sacadas geniais da sua parte. Parabéns.
Em relação as dinâmicas, principalmente aquelas exigidas nos processos seletivos, a mim não dizem nada, o que vai dizer é o comportamento do fulano depois de ser admitido. As das revistas, confesso que já fiz, e algumas são até divertidas.
No fundo no fundo, acho que o ser humano terá sempre essa necessidade de rotular seu semelhante.
Abraços
Vavá

Miss K disse...

ahusauhshauhuhsahu
concordo!!!
não tem mais o q fala!

Aline disse...

shAUHSAuhsaUHA

que dahora, eu odeio dinâmicas, num gosto mesmo de ninguém me testando...rss..eh um saco...
Teste de revistinha, soh quando naum tenho nada pra fazer, e ainda sim nem dou mta atenção,soh pra passar o tempo...rs...
mais realmente, tem gente que se deicha levar por essas coisinhas toscas...
eah phoda..rsrs..^^


vlw pela visita!

beijão

DuDu Magalhães disse...

As pessoas procuram alguma 'desculpa' para justificarem sua falta do que fazer... Teste ridículos como esses podem até acabar com um casamento. Ai penso sobre o 'tema', como uma revistinha e uns testes bestas podem ter tanta influência sobre uma pessoa, poxa, é só para pra pensar sobre os mesmos... Mas pensar dói, não é?! Então, deixa pra lá.


__________________________________

É, sou meio novo mesmo, mas é que ainda não consigo compreender como os brasileiros podem ser assim, tão... E isso me deixa triste, sei lá, acho que estou perdendo a esperança... Quem sabe eu procure algum outro lugar onde a ética ainda não tenha sido afetada. Serei um refugiado ético!

vlw por comentar lá

http://www.visaocontraria.blogspot.com/

abrasss

Anjo disse...

Minha namorada já "pirou o cabeção" depois de um destes testes de revista...
Eu gosto de lê-los, alguns são realmente hilários. Lembro de um que tinha uma pergunta do tipo: Quando você acorda e a manhã está chuvosa, qual a primeira coisa que faz:
a) Toma um banho cantando bem alto, depois seca os cabelos e dá bom dia ao dia.
b) Fica deprimida, começa a chorar achando que nada dará certo.
c) Agradece aos céus a chuva, pois sabe o quanto ela é necessária para a natureza.

Que tipo de vida esta gente leva??

Paula disse...

Marcelo, em relação às dinâmicas de grupo queria colocar dois pontos. O primeiro é que, atualmente as pessoas querem que qualquer outra pessoa resolva seus problemas, daí o número altíssimo de publicações de auto ajuda e também a utilização excessiva e de forma totalmente inadequada das dinâmicas tem feito com que as mesmas caia em descrédito. Uma coisa é uma dinâmica de grupo com um objetivo claro, definido e que certamente não diz respeito ao aspecto comportamental dos envolvidos (odeio essa coisa de vamos dar as mãos). Já participei de algumas e acredito realmente que os resultados foram bons. Quanto ao que você falou sobre “era só me perguntar” se eu gosto de trabalhar em grupo e aí você diria a resposta negativa ou positiva, não sei. Ok, você responde de forma verdadeira, mas a grande maioria das pessoas mentiria e diria que gostam de trabalhar em equipe (que é totalmente diferente de grupo), a fim de satisfazer um modelo ou atitude que são esperados, mesmo não gostando. E se dissessem a verdade passariam pelo constrangimento de passarem a ser observadas como se fossem um ser de outro mundo, um assassino frio e calculista ou qualquer coisa nesse sentido. E quanto aos testes de revistas, divirto-me horrores com eles!

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Bom, eu não sou um especialista no assunto, mas vou falar a minha visão a respeito de dinâmicas de grupo e testes.

Existem alguns bem feitos e inteligentes. Outros bobinhos e efadonhos, que percebemos como uma clara desculpa para o entrevistador escolher alguém dentro de uma mar de gente. Enquanto alguns são precisos e, realmente, são bem feitas e testam alguns valores comportamentais do indivíduo.

Não as descredibilizo. Mas sim as pessoas que os fazem de forma equivocada. Falando de modo utópico e talvez um pouco Polianesco, quem dera se o mundo fosse mais sincero, mais educado, e que as pessoas realmente falassem o q esperam de um emprego e como são. Daí os testes e as dinâmicas cairiam por terra.

Gosto dos seus textos pelo espaço que vc provaca de discussão. E como eu adoro argumentar, já viu né...rs.

Abração,

=]
---------------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Thata disse...

Realmente, dinâmicas de grupo, testes vocacionais e qualquer tipo de teste são coisas idiotas de se fazer. Não interessa o resultado deles, e sim o que você pensa de si mesmo. Mas eu gostava (e ainda gosto) de fazer essas coisas. É um tipo de atividade de relaxamento pra mim, ainda mais se for testes completamente imbecis, que não tenham nada a ver com nada. ^^'

Eu ia fazer um comentário super-breve, só pra avisar que indiquei o blog pra um selo lá no meu cantinho, já que o blog me encantou logo de cara, e acabei me estendendo pra caramba. ¬¬
Enfim, se interessar, é só passar lá.




Beijos :*

Flávia Damato disse...

Confesso q já fiz testes desse tipo, mas apenas por diversão; às vezes, achava engraçado os resultados, até quando correspondiam parcialmente ao real(minoria, claro). rs

O ruim é quando a diversão transforma-se em vício, aí... só "tratando"! rs

Perigoso, mesmo, é quando esses testes são feitos por pessoas altamente sugestionáveis. Já pensou alguém depressivo, desanimado c/ a vida, fazer um desses testes e, no final, "descobrir" q pode estar sendo traída, ou q o seu parceiro não é tão confiável, ou, até, q VOCÊ "é" uma pessoa fraca, sem personalidade etc, etc, etc. O q resta? Suicídio, óbvio! rs
Coloquei risos acima, mas é algo possível d acontecer. Vai depender mto do estado emocional e da personalidade d cada um.

Continuo achando testes, dinâmicas, umas baboseiras só, q além d não ajudar, ainda podem atrapalhar, e mto, o indivíduo q as faz. Mas, enfim...

Como sempre, ótimo texto!!!

Bjs!!!

Thata disse...

Quando esses bichinhos morrem, a gente parece ficar mais vazio, né? Perdi uma cachorra há um tempo atrás também... sinto falta dela.
Eles são que nem pessoas. Vem e vão nas nossas vidas, não tem jeito.

De nada. E tem como deixar de ler esse blog? Descobri ele há dois dias só, mas já me encantei. Poucos conseguem isso, então eu tinha que jogar nos favoritos logo de uma vez. ^^




Bejoo :*

KitFisto21 disse...

huahahauhua
concordo com você, também detesto dinâmicas de grupo e ainda mais esses testes ridículos de revistas...
bem escrito! (é sério)

abraços

Jonatas Fróes disse...

Lhe resta o bom e velho Prozac com doses gorduxas de whiskey brasileiro hehehe... Eu acho esse monte de testes uma babaquice também... Sinceramente, não mede-se a capacidade ou a personalidade de ninguem com pergutinhas banais...

[]'s

Musikaholic

Net Esportes disse...

nunca fiz dinâmica de grupo mas os famosos testes já me prederam a atenção !!!!! hahahaa sorte que nenhum resultado foi levado a sério !!!

Giuliana disse...

Após ler o seu texto diria que concordo completamente! Mas não posso mentir... eu amo fazer esses testes! E se o resultado não for como eu espero ou como eu sei que é, eu desconsidero! É simples, ocupa o tempo e pode lhe dar razões para pensar mais no assunto!
O problema é que nós gostamos de não acreditar em nós mesmos !

Ariadne disse...

Ah, mas o grande segredo dos testes de revista é manipular até "dar certo"! Eu adorava ficar sempre no meio, me achava uma pessoa equilibradíssima - isso com esses testes de três opções, eles sempre fazem dois extremos caricaturais e um meio centradíssimo. Era uma espécie de tapa no ego. Mas isso até uns dezesseis anos, né... O bizarro é gente que não pára depois da adolescência...

Danilo disse...

Ah confessa, vai dizer que você nunca fez um teste desses??

=D

Anônimo disse...

0_0, imagina então um cidadão que está indo procurar um emprego, e tem que passar por uma dessas dinâmicas. E o cara é mais na dele, as vezes é até tímido, e a na dinâmica o cara tem que ir lá na frente e dançar, cantar na frente de outras pessoas... bom isso literalmente acaba com a pessoa...
Enfim, existem dinâmicas legais onde até aprendemos mais sobre nós mesmos, mas tem cada uma que dá vontade de bater em quem inventou, até hoje só tive "sorte" de participar das piores possíveis..

Anônimo disse...

Detesto dinâmica, agora que está tendo aula de sociologia, é um saco aí que tem dinâmica mesmo, num tem matéria!

Acho isso um saco, é horrível, dinâmicas e testes, já que é como se definissem todas as pessoas em três alternativas.
Ridículo.

Leorama disse...

cara já fiz 2 dinâmicas mas não consigo ver o propósito disso mas fazer o que eles acham que conseguem me analisar com um recorte tudo bem.

Alexandre disse...

Pode pular da ponte ou jogar na frente do trem tb.. são boas opções. Cara, ñ tem nada pior do que a tal da Dinâmica de Grupo. Eu trabalho em escola, e toda santa reunião tem que ter essa merda. Ainda bem que eu dou um jeito de sempre aparecer dps q acabou a tal da dinâmica...
Mas teste de revista é engraçado. Uma vez um me falou que eu tinha vocação pra ser engenheiro. Tirando o fato que parei de aprender matemática na 6ª série e não consigo fazer conta de vezes sem usar calculadora... acho que ele tá certo
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Miss K disse...

não creio q seus sobrinhos cantam a musiquinha do coco!

huauhsahuhusauhsauhsa

Meu esse video eh assustador!

ps.: lembrei dessa postagem hj qndo eu tive q vistar o blog de uma menina q era somente e exatamente sobre teste e essas coisas do tipo sshuahusahusa

Diego Rodrigues disse...

Dinâmica em grupo é um trabalho legal, eu acho. As pessoas tem que aprender mais umas com as outras, ajudando as outras.

Aninha Barreto disse...

naum sou muito fã de certas dinâmicas... trabalbei 4 anos em escolas e todo fds era a mesma coisa... palestras, treinamentos e dinâmicas de grupos... tinha momentos que isso enchia o saco! rsrs!!

www.paulabarreto.zip.net

www.taoiguaisetaodiferentes.blogspot.com

Anônimo disse...

Realmente esses testes são apenas para enganar otários, e encher espaço nas revistas. Mais bizarro que os leitores que acreditam nesses testes, são aqueles que mentem as respostas, para tentar conseguir o resultado desejado.

Quanto as dinâmicas, nunca participei de nenhuma para conseguir emprego. Mas deve ser divertido para quem organiza.

Alcione Torres disse...

Olá! Obrigada pelo comentário e pelo elogio à idéia das imagens da semana. Devo confessar que a idéia não é totalmente original, pois me baseei no que Aninha, do blog Arquivinho, fez em sua comunidade. Lá pode-se indicar links, de todo tipo, e ela divulga os que mais gostou.
Dá uma passada por lá também. O link para a comunidade do Arquivinho está na comunidade do Sarapatel de Coruja.
Um abraço.

http://sarapateldecoruja.blogspot.com/

jaka disse...

os testes, desde sempre eles existem, o primeiro teste que eh feito eh o do Pézinho, a criança mal saiu do ventre e ja tem que fazer pra ver se ela se encaixa no mundo, e se nao encaixa ela vai ter fazer uma dieta pra crescer bem e fazer novos testes pra se auto-afirmar se conhecer, e ser conhecido!

Aline Dias disse...

O oráculo não era de delfos?

Pedro Junior disse...

Eu não gosto mt desses testes, não sei se realmente é significativo...Mas qm sou eu neh não tenho autoridade para dizer mt coisas...

T+
Abraços