sexta-feira, 5 de setembro de 2008

O saco também é poesia... é amanhã que tem texto novo.. vai curtindo esse aperitivo.

Rouba-me o ar

Em tua presença falta-me o essencial

Traz-me a secura da garganta

Cola-me os lábios então.


Tu nem sentes que aos poucos

Me consome

E para ti entrego

Todos os minutos de meu pensamento


E para ti,

É só isso que guardo:

Injeção de cortisona, loratadina 10 mg, nebulização com Berotec e Afrim para desentupir o nariz...


Ah.. Alergia desgraçada!

Ah... alergia!

E tomba uma gota de coriza sobre o papel escrito...


19 comentários:

Flávia Damato disse...

"(...)Tu nem sentes que aos poucos
Me consome
E para ti entrego
Todos os minutos de meu pensamento"

...Achando se tratar d uma poesia d amor! kkkkkkkkkk

Esta seria, por acado, uma poesia do tipo "se não se pode vencê-la, junte-se a ela?" rsrsrs

Ai, Marcelo, tinha q ser vc! E eu q já estava até suspirando d emoção!... rsrs

Queria ter esta inspiração p/ fazer uma poesia p/ minha TPM!... Como eu queria!... rs

Bjs!!!

Marcus "OROCHI" disse...

Hehe, genial! XD

calango azedo disse...

sacinho
sew mudasse esse layoutznho o blog fica vamassinho
abrigadinho
passa lazinho
thauzinho
http://calangoazedo.blogspot.com/
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Shin disse...

hsaushauhs

Já estava a procurar um duplo sentido na poesia quando veio a sacada :P

Mas diz ae... você copiou a primeira parte ou REALMENTE tem o dom de um poeteiro, digo, poeta?

Wander Veroni disse...

Ai, ai, Marcelo....vc é um gênio! É a primeira vez q vejo alguém dedicar uma poesia a gripe...rs. Mto bom! Só quem já passou por isso vai entender o drama da "sacolinha" de remédios para se livrar da alergia de se espirrar pelo simples fato de respirar...rs.

Tem post novo no Café. Passa lá e sirva-se!

Abraço,

=]
________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Antonoly disse...

No inicio do texto parece uma ode ao amor, mas no final... excelente cara!
Um abraço!

www.blowgh.wordpress.com

ANDERSON disse...

Belo blog!

Original, simpatico, i sem frescura!

parabens

Tadeu Aguiar disse...

hahahahaha
muito bom

hehehehe
curtinho e engraçado
demais

http://terradafenix.blogspot.com/

Ricardo Thadeu disse...

Muito bom. No início um romantismo fajuto e no final uma cacetada irônica.

¡Hasta!

Natália C. Greggio disse...

kkkkkkkkkkk mto bom! gostei

"rEk" disse...

UAHuhAUhAUHA!

mt 10 manu!

pooh mo nada a ver...

vc ta pensando q e uma

parada de amor neh...

e no final do texto ...

se v q éh resfriado

UAHuAHUHAUH!

mt comedia! XD

Rodrigo disse...

Linda mensagem ^^

Bruno Melo disse...

Cara! Parabéns pelo texto! (EU LI)

Eu não consigo fazer um texto desses de jeito nenhum... hehe

Eu sei que esse tipo de elogio é meio chato... mas...

Parabéns pelo Blog!

Valeu!

Wander Veroni disse...

Santa coriza, santa inspiração!

Abraço,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

blog disse...

E o melhor do texto, como diziam os modernistas europeus, é saber fechar.
A ironia, como sempre, como arma ultra-secreta, não, Marcelo?
É isso aí, ainda mais com essas referências farmacológicas que, no fundo, de nada adiantam.
Valeu.

All3X disse...

Mas e eu achando que dessa vez tinha algo romântico, apaixonado...
Mas sempre tem um pouco de humor em seus textos.
Foi genial causar essa surpreza.
Bom demais.
All3X

Letícia Castro disse...

Ah meu, que nooooojo!!! heheheh Já ia elogiar a sua sensibilidade masculina. Vê-se logo que é só masculino mesmo. hehehe Brincadeira!
Muito criativo o poeminha, pô, homem é chegado escatologia mesmo, não tem jeito, né?
Beijo!!!

Anônimo disse...

Se não fosse tão nojento, eu falaria que romântico..
Se vc não se importar, vou pegar o primeiro parágrafo e declamar para a gata da escola que to quereno pegar.
hehehe


O humor sempre te domina, isso é bom

marcela p. disse...

§

Ah! Não gostei! =D

Não é pela quebra de expectativa, não. Acho isso massa!

É que eu já ri demais com outros do mesmo tipo, que usam as variações "pulga" e "pernilongo". =P

Em todo caso, já ouvi de uma pessoa que respeito muito:

- Não há romantismo que resista a um nariz escorrendo!

Ainda bem que a pessoa estava errada! O que seria de mim, pobre paulistana, cheia de "ites", vivendo neste clima seco e com este ar poluído?

Quando faltar o ar, além de rinosoro, mister é sempre aspirar e inspirar poesia.

Sim! Não faltará quem diga que beijo salgadinho, às vezes, é bom! ^^

§