terça-feira, 19 de agosto de 2008

Um saco gramatical... Amanhã é bom demais.. tem coisa nova no saco.

Um saco gramatical... Em tempo de verbos

Não me cobre perfeição, quando casou comigo sabia que eu sou um futuro, nunca lhe prometi presentes. Sou incerto mesmo, é minha a natureza. Se queria certezas, casasse com meu primo pretérito, aquele lá se acha mais que perfeito.

E a preposição perdia sua pose invariável e chorava baixinho.

Ainda em tempo de verbos

Agora você vê um garotinho que ganhará uma blusa de presente, irá para a praça jogar bola depois de um dia de muita chuva. Será lama para todo lado. Ele voltará para casa com a blusa que estará toda respingada de lama. Dali para a máquina de lavar será inevitável.

Você pergunta: E daí?
Como e daí? Até agora, você não entendeu o que é um Futuro do presente.
Postar um comentário