terça-feira, 19 de agosto de 2008

Um saco gramatical... Amanhã é bom demais.. tem coisa nova no saco.

Um saco gramatical... Em tempo de verbos

Não me cobre perfeição, quando casou comigo sabia que eu sou um futuro, nunca lhe prometi presentes. Sou incerto mesmo, é minha a natureza. Se queria certezas, casasse com meu primo pretérito, aquele lá se acha mais que perfeito.

E a preposição perdia sua pose invariável e chorava baixinho.

Ainda em tempo de verbos

Agora você vê um garotinho que ganhará uma blusa de presente, irá para a praça jogar bola depois de um dia de muita chuva. Será lama para todo lado. Ele voltará para casa com a blusa que estará toda respingada de lama. Dali para a máquina de lavar será inevitável.

Você pergunta: E daí?
Como e daí? Até agora, você não entendeu o que é um Futuro do presente.

22 comentários:

Lilian Devlin disse...

Marcelo,
E agora lavar a blusa se torna imperativo, já que lama algumas vezes pode manchar e a velha máxima do "lavou tá novo" ficará no passado!
Estava saudosa dos seus posts!
Uma ótima semana para você.
Abração

Lilian Devlin disse...

E outra coisa, Marcelo, que esqueci falar/pedir. Gostaria da sua permissão para linkar seu blog, como recomendado para leitura. Pode ser?
Outro abraço!

Luciana disse...

Hehe... Passei minha infância odiando verbos, já que minha professora de português da 5a e 6a série era uma bruxa...mas lendo desta forma até parecem sociáveis...rs

abs

http://curiososecia.blogspot.com/

LiLith disse...

Olha eu gostei das metaforas!
Metaforas eh uma de minhas paixoes!
Eh muito legal a ligaçao que vc faz das 'coisas do cotidiano' com os tempos verbais!
Parabeens pelo blog.

;*


http://lilithcontodefarsas.blogspot.com/

Leonardo disse...

muito bom o texto...
odeio verbos.
Muito legal o blog!

Lilian Devlin disse...

Oba, oba!! Linkadíssimo!
Ah,e a gente do quão difícil é ganhar, mas como eu disse, é um sonho e desistir dos nossos sonhos é morrer um cadiquinho, né? Por isso que eu insisto e continuo, a jogar (e a trabalhar).
Abração( da sócia! hehe)

rosangela disse...

Vou te falar a verdade .. até hj não sei como consegui ter minar os meus estudos .. kkkkkkkkkk

ainda hj tenho problemas com concordancia .. kkkkkk imagine o resto .. rsrsrs

abç..

http://www.analucianicolau.adv.br/

Michell Niero disse...

Eis o caminho didádico que mais me agrada. No meu tempo de escola, tudo era prescritivo, grámatica e só. Nenhuma contextualização, parecia que aquele livrinho de regras era o alcorão da flor do lácio. Me parece que isso vem mudando. Que bom.

Anônimo disse...

gostei do texto, me lembrou a um cara com quem saí a tempos atrás... é um blog bem versátil hein? mas de ótimo conteúdo:)

obrigada por ter passado no meu blog, estarei postando diariamente. Hoje já fiz um post, caso queira conferir:)

Alcione Torres disse...

Não entendi mesmo! hehehehe

http://sarapateldecoruja.blogspot.com/

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Muito legal a brincadeira entre o nome dos tempos verbais e o sentido de cada um. Agora tds nós sabemos o futuro de um presente, principalmente aquele dado a uma criança...rs

Mto bom, cara!

Abraço,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Veiga disse...

verbos, pra q?

HAhsuHAUshAS

Preto disse...

Huahauhahaha!
Muito bom, curti muito o textinho do saco gramatical...
Vc quem escreveu?

DuDu Magalhães disse...

:S

Não entendi muito bem :(

Flávia Damato disse...

Como sempre surpreendendo c/ textos excelentes, super criativos!
Vc mostrou, mais uma vez, q não é preciso usar fórmulas mágicas, e tudo pode ficar mais fácil c/ criatividade e uma boa dose d boa-vontade!
Tudo bem q em vc essas qualidades são inerentes, porém acho q outros conseguem chegar, pelo menos, perto se se esforçarem! rsrs

Parabéns! Tem uma fã incondicional, sabe disso!!!

Bjs!!

Cecília disse...

Hm... que gostoso esse texto. Lembrou Veríssimo em mim!
bjs

Aline Dias disse...

eu gosto desses textos que brincam com conceitos.

e tem como você me mandar sua tese?
fiquei curiosa de ler.
Pra mim ficou tudo muito mais fácil depóis que eu usei semântica pra explicar sintaxe a alguns alunos.

^^

beijos!

Carretiero disse...

Seu blog está me viciando... distribui um pouco de inteligência e criatividade por aí, tem muita gente precisando, rsrsr

Parabéns! Textos extraordinários!Abraço

Ana Maura disse...

Oi Marcelo,
Muito legal e criativo seu texto sobre "verbos".
Peço sua permissão para usá-lo
em sala de aula.
Um abraço.

rodrigocherene disse...

muito bom o texto

adoro verbos

paz

"rEk" disse...

AUAHuHAuAHuHAuhAh

POHHHHHHH vlw!

finalmente apredi o q e futuro do

presente

kkkkkkkkkkkk


Vlw!


http://www.blogmastermind.com/affiliates/index.php?af=822565

http://www.terraescrota.blogspot.com/

Erich disse...

Supletivo, supletivo ... pretérito do que?