sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Um saco de onomatopéias... amanhã que é bom.. tem texto novinho novinho...

Papo onomatopaico

Aí o cara começou...

-bla, blá, blá... bla, blá, blá... bla, blá, blá... De repente, fez cara de nojo e disse: bléeer...

- E o que você falou?

- A gente estava falando blá, porra! Não muda de assunto...
!


Adoro onomatopéias. Elas são a expressão maior do que se quer dizer quando não há palavras para aquilo ser dito. Somadas as caras e bocas que mesclamos no seu uso quase que dispensam os termos verbais ou nominais da língua para expressar certos sentimentos. O nojo, por exemplo. Não há frase que o expresse com mais exatidão do que uma boca retorcida e um som de argh! Mario Quintana gostava das cousas e sonhava com uma linguagem de adjetivos... eu gosto das cousas também, mas sonho com uma linguagem em que os adjetivos, substantivos e verbos peçam desculpas e digam às onomatopéias em algumas situações:

- Bom, agora é com vocês. Fiquem à vontade!

Ahhhhh....


Fiat justitiam!

14 comentários:

Bruno Silva disse...

Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap!

Bruno Silva
http://ladobdocassete.blogspot.com

Lilian Devlin disse...

Poxa, sacanagem o Bruno acima ter entrado primeiro e feito justamente o comentário que eu gostaria de ter feito!Aff!!
Mas tudo bem, não vou grrr por causa disso!
Smack e ótimo fim de semana!

Flávia Damato disse...

Hum! Wow!!!

Ssssssssssss! Uau!!!

Smack!!!

Em tempo: Glub!Glub!Glub! (Sou eu bebendo um pouco do seu conhecimento) rsrs

Smack! (d novo) rs

Jonatas Fróes disse...

Então, você como eu, deve adorar a Turma da Mônica hehehehe... Os quadrinhos do Maurício de Souza são regados de onomatopéias o tempo todo.

Aliás, os mangás também tem uma enorme variedade de ruidos escritos, e alguns bem diferentes hehe

[]'s

Musikaholic

Erich disse...

Adooooro a linguagem de caras e bocas ... o famoso som do argh !!!

As vezes nem precisamos falar nada, só levantar a sobrancelha e pronto...hehehehe.

Lilith disse...

Primeira vez aqui...e adorei!
sempre usei onomatopéias,pois eu acho que elas são como imagens:valem mais que mil palavras....Aff!

bjs

Conquistadores (Didixy) disse...

Argh!!!! Não sei o que escrever usando onomatopéias. Ahhhhhhhh....Só penso nisso.

Cof, cof (acabei de tossir mesmo aqui).

Abs

blog disse...

Lembrou-me o poema BRasil, de Oswald.
Canhém Babá Canhém Babá Cum Cum.

Onças, negros zonzos saídos da fornalha etc.
E eu aqui, tlaloc, com meu uísque.

Abraço.

Sammyra Santana disse...

Adooooooooro onomatopeiar por aí tb... rsrs
clap!clap! clap! pra esse post!

Carlos Cruz disse...

saussurre, se vivo fosse, ia gamar em você.

rs.

Carlos Cruz disse...

ah, só pra dar uma força pro rapaz lá de cima. não! não estou falando do Todo-poderoso. o comentarista lá no topo.


Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap!

Bruno Silva
http://ladobdocassete.blogspot.com

Stanley Marques disse...

Muito boa postagem. As palavras em determinadas situações se mostram insuficientes para expressar os mais diversos sentimentos! Muito, muito bom! E, imitando o pessoal aí de cima: Clap! Clap! Clap! Clap! Clap! Clap!

passa lá
www.antologiaracional.com

Wander Veroni disse...

Onomatopéias...hehehe..qto tempo não escuto essa classificação! Com a linguagem oral cada vez mais migrando para os textos escritos elas vão se tornar cada vez mais freqüentes mundo à fora...rs.

Abraço,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Lomyne disse...

Marcelo, você adoraria conhecer minha avó! A cada três frases dela uma é cheia de onomatopéias, coisas como "filha, não deixe o copo na ponta da mesa, porque senão é pum, pum, pum, quebrou!"

Na família as onomatopéias são piada para implicar com minha avó.