sábado, 19 de julho de 2008

Nardonis, Vales e Petróleos... ahhhhhh

Chego em casa moído de cansaço, tiro os sapatos que trazem os dedos tão unidos que parecem um massa única de carne. Aos poucos, desvencilho-me dos problemas que arrastei do trabalho para não contaminar o meu sacrossanto lar. Tiro a camisa para fora da calça. Arreganho os dedos dos pés... ahhhhhh
Ligo a Tv e vejo um grupo de pessoas que passou a noite na porta do prédio de um casal que está sendo acusado de assassinar uma menininha, crime bárbaro. O grupo estava sentado em banquinhos, havia levado seu lanche e aguardava ansioso o momento de gritar; assassino, lincha, no ápice desse evento público singular em suas vidas. O casal entrou pela porta dos fundos... ahhhhh, ecoa como um hino de decepção.
No canal seguinte, um grupo de pessoas entra em uma instalação da Cia Vale do Rio Doce e destrói tudo, quebra móvel, interrompe passagem, entoa palavras de ordem contra o imperialismo ianque... morte a George Bush. No jornal impresso do dia seguinte, aparecem em sofás com bandeiras da vitória nas mãos até a chegada da ordem de desocupação de um juiz... Ahhhhh, ele é um agente das classes dominantes, um monstro preconceituoso...
Enquanto isso, um grupo de estudantes bloqueia as portas de um prédio da Petrobrás pedindo que as reservas sejam definidas como patrimônio nacional e não interessa que estejam há abaixo da camada de sal no oceano... Isso é fundo pra caramba! Só podem ser tocadas por mão (sic) brasileiras. Ahhhhhhh ! O petróleo é nosso. Entoam os gritos de ordem. Com mais de 50 anos de atraso.
Vejo que envelheci... ou o tempo me trouxe algo que ainda não sei...
Um dia, disseram-me que quem não é revolucionário aos 20 é insensível, mas quem o é depois dos 35 é um insensato. Quando ouvi essa afirmativa pela primeira vez e era um revolucionário, achei-a absurda, cruel, retrógrada.... Até mesmo, imperialista ianque.
Hoje...., ahhhh...
Hoje, eu arreganho os dedos recém-suados saídos do sapato...
Tava apertado.

Em tempo: Antes que comece o meu linchamento, devo dizer que acho muito importante a participação em todo tipo de movimento. E fico feliz que sempre existam pessoas dispostas a isso como eu o fui um dia. Por favor, façam minha parte, movimentem-se por mim. Eu já me movimentei muito pelos colegas que arreganhavam os dedos espremidos por um dia de trabalho intenso... agora é minha vez... Ahhhhhh! Coisa boa!

32 comentários:

Carlos Cruz disse...

Também filiou-se ao PC do B? Defendeu o sistema de governo da Albânia como um modelo a ser seguido? Leu o Manifesto Comunista, O Capital, a bio de Fidel Castro?
É... Eram bons tempos em que os hormônios fervilhavam, pendurava-se toalhas molhadas no bingulim, participava-se de passeatas e discussões políticas, fixava-se o quadro do Che na parede do quarto e o botom do pt na camisa com a estampa da foice & martelo... Depois, vieram a família, as contas, as toalhas passaram a ser penduradas no varal para secar, o quadro do Che ficou velho, feio e caiu da parede, o Lula lá... bom, deixa pra lá. Resta incentivar a molecada e assistir a tv, deitado no sofá.

Fábio Buchecha disse...

Detesto concordar com novelas da Globo, mas é fato que esse tipo de ufanismo está ultrapassado. O que é pior é que muitos entram nessa para aderir a uma modinha anti-americana que até hoje não vi fundamento...

Enfim, reacionário é reacionário, seja de direita, seja de esquerda.

___________________________________
Pois Bem...

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Se algum dia eu me tornar editor de opinião de algum veículo impresso, vc será convocado a ser meu colunista/crônista. Cara, os seus textos são fantásticos e ainda nos fazem refletir sobre a sociedade.

Os movimentos sociais são importantes, claro. Vc tá certíssimo. Mas vamos lutar por coisas mais urgentes e menos abstratas. Quebrar prédios ou ofender quem já tá na pior vai contribuir em quê? Em nada.

Abcs,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Anônimo disse...

Eu concordei com você me uma coisa, acho que todos devem se mexer e não ficar se coçando. É terrível ver alguém sem se mexer!
As pessoas são passadas para trás e mesmoa assim, não fazem nada!
Prefiro aqueles que mandaram o Bush tomar no cu.

Sammyra Santana disse...

a luta deve continuar companheiro! Contigo ou 'sem tigo' rsrs!
O importante é que lutem por convicção, e não para aparecerem na tv, mobilizados pela mídia...
Desses 'revolucionarios aí quero distancia!
Mas, bom descanso pra ti!
Bjo

Simone, disse...

Dou total apoio aos revolucionarios e convenhamos,o país continua um lixo, mas poderia ser pior de alguns desses grupos não fossem as ruas....estico meus dedinhos igual a vc..rsrs
Ah..passei aqui a muito tempo, mas recordei pelo nome, posso linkar..p não te perder mais?rsrsrs.

Raphael Rickes disse...

Cara é por isso que procuro não ver jornais. Odeio esse sensacionalismo e a ignorancia doutrinada pelas grandes emissoras. Penso que a maioria vai fazer seus protestos, não mais por politica ou pinião e sim por parecer ser o único momento em que eles passam de acusados, por seus erros passados e vidas mediocres, à acusadores.
E viva a "Democracia"!
Parabéns pelo Blog.
\0/

Anônimo disse...

concordo com os revolucionarios tambem porém só concordar nao é o suficiente... As pessoas falam, falam e falam mais na hora de "fazer" o que acontece? Bem, cada um tem seus motivos e tem gente que nem motivos tem... Mais só em divugar essas ideias em um "local" onde possam haver discursoes e reflexoes ja é um grande passo. Adorei :)

Rodrigo disse...

Eu também queria estar naquela rodinha esperando aqueles desgraçados

blog disse...

Eu, de minha parte, vou na concordância - inclusive nessa referência machadiana do "sapato apertado".
O alívio é, no fundo, uma grande metáfora.

Serve dizer, a título até de confissão, que participei da extinta Libelu, no comecinho dos anos 80? Cada coisa que fazemos...
Mas reconheço a importância da participação. Hoje, manteho-me no camarote.

JuHits disse...

50 anos de atraso ou 50 anos necessários para fazer uma pequena parcela do todo se movimentar contra uma ordem "natural" de exploração?
Acredito que ninguém nunca gritou antes porque nem sabia que tinha motivos para isso. O conhecimento foi evitado, o que também fez silenciar qq barulho estranho.

Gostei do seu blog.
Abraços.

Anônimo disse...

Hehe... eu gosto de ler as coisas que você escreve. Sempre tem algo que mereça minha atenção e incita alguma espécie de reflexão. Frases como a que elucidou, assim como: "Se você chegou aos 18 anos e nunca gostou de heavy-metal, não tem coração; se chegou aos 18 e continua gostando, não tem cérebro." A frase que só pode ser dita por alguém mais velho, mais experiente, mais cansado... o cansaço que, um dia, mais cedo ou mais tarde, chega a todos os seres humanos. Enfim, como já se disse: "a polética não é para jovens, mas para velhos." Revolução talvez seja um ímpeto de hormônios de uma fase. Revolução não é fenômeno político, é fenômeno biológico...

Grupo saber viver disse...

Indicamos seu blogo para o selo Blog consciente, que tem o intuito de parabenizar os blogs que possuem o objetivo maior de informar sem nenhuma amarra seus leitores, aqueles que prezam pela informação livre, sem preconceitos, com todos os pontos de vista, enfim, que buscam o esclarecimento.Todos que receberem o selo deverão enviá-lo para mais blogs que considerem "blogs conscientes" a fim de que uma rede daqueles que buscam esta meta seja formada. Vá na minha pagina e leia o e copie a imaegem , e indique os blogs que vc acha que merecem ganhar!
http://gruposaberviver.blogspot.com/

Ro disse...

Gostei do texto, e penso que para tudo há um tempo na vida, cada um de nós temos nosso tempo de lutas e conquistas, tempo de brigar, etc, mas também precisamos do tempo de parar, de refletir, pensar e descansar, independente da idade, são as fases que cada um de nós passa na vida!! abraço

http://repostasnuncaperguntadas.blogspot.com/

DuDu Magalhães disse...

Penso que as pessoas como um todo, perderam um tal 'senso' e agem por agiar, o sistema está falido, o monopólio ético toma conta do 'senado' e assim estamos sobre[vivendo] "neztemundico" de merda! Onde nem as 'bostas' boião mais.


vim retribuir sua visita... é verdade, eu nem tinha 'pensado' desta ótica. Mas na hora eu nem senti 'bafão' nenhum... acho que é o amor!

hudaudhuadhu

[até me deu uma idéia pra escrever agora, rsrsrsrs]

quando quiser voltar lá..

http://visaocontraria.blogspot.com/

abrasss

Edu França disse...

Meu amigo o suor do trabalho revela que o romantismo é um sentimnento infantil, eu quando vejo um juvrntude idealista eu penso "deveriam sustentar uma família por 2 anos apenas" e tudo minguava de fato e seriam mais sensatos!!!

r a f a disse...

Te disseram? O Lula te disse e fez coisas que vc nao esperava.
A rebeldia vã nao vale nada e deturpa a imagem que se tem de quem protesta. E ai, ninguem protesta. E ai, prazer, Brasil.

pk disse...

otimo!!!
o jeito que vc leva o texto e bem contagiante!!
levando do tragico ao comico sem a gente perceber

parabens
e que seus dedos fiquem bem!!
|UHSHUUHAS
http://mundodepk.blogspot.com/

Riso Certo disse...

o problema é q mt gente prefere ficar no sofá...

NANA disse...

Então pode se sentar e tirar os sapatos que eu fico aqui no seu lugar, mas só se for por uma boa causa, pq gritinhos histéricos, passeatas pela Paz eu tô fora!
Bjs.!

Marcio Sarge disse...

Caro amigo, parece que o tempo passa para todos e nossas convicções são marcadas por sua passagem. Entendo que quando se ganha responsabilidades(familia) não nos cabe o ufanismo destemido dos velhos tempos, como também não nos cabe minimizar a luta daqueles que acham por bem lutar.

Nunca concordei com o protesto-vandalismo, com a desordem e suas variantes como também não concordo com a ignorância política nem com a venda de nossos valores para o extrangeiro.
Por fim um rapaz comentou ai (Fábio Buchecha) que não vê fundamento no anti-americanismo e que ao seu ver é moda, ao meu ver antes o fosse e só não vê fundamento no anti-americanismo que, por falta de conhecimento não sabe o terror que os Estados Unidos prega ao mundo, atingindo inclusive o Brasil o que nos afeta diretamente.

Parabéns pelo post, muito instrutivo.

Até

molly disse...

Tá complicado...viver nesse mundo pra que m tem mais de 30 e entender o que realmente está acontecendo lá fora, na cabeça dos jovens de 20 anos.
Eu também prefiro arreganhar os dedos do pé.

Lucas Fernandes disse...

É importante que sempre haja resistência ante a tudo que se faça sem o consenso da população.

Lamentavelmente, deixamos de lado a capacidade mobilizadora e nos voltamos para nós mesmos, nos esquecendo que somos filhos das mesmas leis e desigualdades que nos afastam cada vez mais das decisões.

Ora, sou jovem demais, contudo estou certo de que temos inúmeros mecanismos para demonstrar nossa revolta, como a internet.

Parabéns pelo post!

mundo a fora disse...

olá marcelo! cá estou novamente

adoro seus texto! demoro + sempre dou uma aparecida para saber como andam das coisas

sucesso!

já visitou o MUNDO AFORA hj?

\o/

JM disse...

Oi Marcelo
vlw pelo conselho la no medo
mas minha ideia inicial era fugir de filmes e ate livros(apesar de gosta mt) pq esses temas vc axa mais facil em outros blogs.

minha ideia é mostrar o terror q rola na internet pq sempre tem alguma foto ou video assustando basntante por ai

mas gosto mt do terror nacional em especial o zé do caixão, o novo filme dele que vai se lançado ai ta com umas cenas mt boas e ja nao esta trash ja que dessa vez ele teve condiçoes $$ melhores huahuauh

abração

Euzer Lopes disse...

Quando eu convivia com uma turma de estudantes de jornalismo, que adoravam esse papo de revolução, de ser contestador, etc..., eu falava uma coisa que eles ficavam furiosos: "Vocês, estudantes, acham que podem mudar todo o mundo com suas idéias. Quando vocês caírem no mercado de trabalho, vão perceber que todo mundo vai fazer vocês mudarem de idéia".
Eles me chamavam de "vítima do sistema". Deixe estar. Um dia eles chegam à minha idade.

Quando ao que você vai levar pros seus alunos, do meu blog, pode levar. Mas quero saber o resultado depois, ok?

Jacinta Dantas disse...

Õ rapaz!
todos temos direito ao refrigério. Agora, já nem aperto mais meus dedinhos. Deixo-os livre, livre, livre...
Abraços

Michell Niero disse...

Existe um teórico, chamado Hans Magnus Enzensberger, que trata justamente disso.

Ele, no calor de 68, achava que os meios de comunicação iriam protagonizar uma revolução social junto com a nova esquerda que ali nascia. Ledo engano.

Sinto esta vontade de lutar, brigar e pôr o dedo em riste. Mas,infelizmente, essa vontade passa. E cada vez mais rápido.

Lomyne disse...

Olha, eu ia comentar esse post, mas comecei a escrever uma bíblia na sua caixa de comentários, maior que as minhas habituais. E nesse meio tempo ainda rolou algo estranho: me deixaram mais uma das incríveis garrafas imbecis, que me dei ao trabalho de responder minuciosamente colocando o autor pra baixo de cachorro. Só que aí foi o estopim prum post. Não sei se sai hoje, no máximo amanhã.

Rosangela disse...

Viajei no tempo. Aquele em que pintei a cara e fui as ruas pelo impeachment, uma manisfestação que na verdade foi articulada por estrategistas. Se deu certo? Eis a questão!
Hoje, prefiro protestar escrevendo, sentada em minha cadeira confortavel.
Na verdade se pararmos para pensar, veremos que de uma forma ou de outra as loucuras da humanidade vira; poesia, música, conto, filme etc... Sarajevo, Linha 174, Muro de Berlim, As Torres Gemeas e por ai vai.
Hoje vejo que posso fazer diferente sem deixar de fazer!
Abraços Marcelo!

Carolina disse...

Sinceramente, tenho uma visão muito pessimista de movimentos revolucionários. É muita falcatrua rolando, desocupação, mentes utópicas (esses são os melhores do grupo).

luiz scalercio disse...

cara seu blog esta bem instrutivo prbns nt10