quinta-feira, 5 de junho de 2008

O dom da ubiqüidade - o que é isso?

A palavra é difícil, mas o significado é legal. UBIQUIDADE tem origem no termo latino UBI que era utilizado como um pronome interrogativo (ONDE está você) ou mesmo como um pronome relativo (Eu vi ONDE ele estava). Mas o fato é que seja de um jeito ou de outro UBI se referia especificamente a um LUGAR. Logo, ubiqüidade é a "o dom" daquele que consegue estar em vários lugares ao mesmo tempo. Dizem que Santa Clara tinha esse dom, daí ser padroeira da televisão (uma imagem que está em vários lugares ao mesmo tempo). Tem a história, inclusive de Santo Antônio de Pádua, que teria, durante um culto, saído do corpo e ido até um local distante onde seu pai estava sendo julgado para ser punido com a forca. Daí a expressão "tirar o pai da forca".
Mas o que impressiona é que tenho sérias razões para crer que algumas coisas ainda guardam os segredos da ubiqüidade. Vejamos: Quando eu era aluno de graduação, lembro de um grupo de bolivianos tocando músicas com flautinha no pátio da minha faculdade, quando comecei a trabalhar em outra cidade (em outro estado), havia o mesmo grupo de bolivianos, nos meus tempos de Mestrado, eu sempre os via em algum lugar no Rio e, pasmem, quando estive nos EUA, pelos menos umas 3 vezes, lá estavam eles. Os mesmos bolivianos, com as mesmas flautinhas e com a mesma banquinha de CD. Em tempos diferentes, mas em vários lugares a um tempo.
Assim o são outras coisas também. Um flanelinha me parou em Fortaleza e falou: e aí tio, pode tomar conta? Quando estive em Curitiba, presenciei um garoto falando para o motorista que me conduzia: e aí Tio, posso tomar conta? Fiquei me coçando para perguntar se ele tinha parentes no Rio e em Fortaleza. A mesma cara, o mesmo jeitão e o mesmo: aí tio, posso tomar conta.
A partir daí passei a observar aqueles que vivem da ubiqüidade e constatei que McDonald é algo assustador. Os atendentes têm a mesma cara, pedimos do mesmo jeito, sempre há uma plaquinha de WET FLOOR (chão molhado) em todos os lugares do mundo. Será que é a mesma pessoa que coloca aquela plaquinha?
E, por fim, constatei apavorado que os chineses (desses, eu já suspeitava da ubiqüidade há tempos) são os grandes mestres dessa arte. Consigo ver um chinês na TV que treina para a abertura dos jogos olímpicos e o mesmo chinês, pasmem, no caixa da pastelaria em que como um pastel de carne toda semana. Há algo de estranho no ar. Será que os bolivianos, os funcionários de Mc Donald, os flanelinhas e os chineses são parte de algo que transcende a nossa compreensão.

Música de suspense, por favor...
Frase de arquivo X
The truth is out there" (A verdade está lá fora)

11 comentários:

Gustavo Ganso disse...

Olá Marcelo, legal saber a origem dessas expressões, sobre a história de Stª Clara é que ela estava doente e não poderia ir à Missa do Galo, mas como que tendo uma visão, conseguiu visualizar toda a missa, não era em transmissaõ digital mas tudo bem. Sobre o resto do texto, infelizmente é um efeito da padronização das linhas de montagem, pelo menos em relação ao Mac, quanto aos chineses, bem, eles formam a maior fábrica do mundo, não é à toa que crescem 10% ao ano. Quanto aos flanelas, vivem dizendo que pobre só espalha filho no mundo, tá aí o resultado.

até
Gustavo Ganso
ah, convido a ler este

Luciano Fortunato disse...

Eu creio, Marcelo, que os funcionários do Mc Donald's e os onipresentes bolivianos com teclado Yamaha e flautinhas de pã são , em verdade, papel de parede da "matrix'.
E, a propósito: "kkkkk, legal o seu blog. Visite o meu".
Saudações, Professor!

Gabi disse...

Cheguei aqui pelo Inagaki e adolei seu bloguxo, visita o meu! Mentira, eh que eu vi os selinhos e nao resisti... (sem acentos aqui, sorry)

Sugiro como musica pro post de ubiquidade essa aqui, do Dead Can Dance: http://br.youtube.com/watch?v=XDcFwgU8HHg
The Ubiquitious Mr Lovegrove. Eh bem bacana e combina com esse clima de misterio.

Gabi disse...

ah, e esqueci de dizer: minha mae sempre falou que tinha que ter saco de filoh pra aguentar a enchecao. Vou mandar teu link pra ela ver que nao eh a unica que diz isso...

Lomyne disse...

Já pensou em usar óculos? hehehe... Acho mesmo é que o mal está na padronização de tudo... Não somos todos inguais (nem os chineses os são), mas somos padronizados, engarrafados, rotulados. Aldous Huxley em 1932 não era tão doido quanto muita gente achou. E neste caso eu prefiro acreditar que continuarei selvagem. Você vai ver, um dia haverá ISO9000 para pessoas.

Gustavo Ganso disse...

Ah, falhei, queria é que você visse

não precisa aceitar este comentário, ou sei lá

Rosangela disse...

Pois é Marcelo mais uma vez você está certo, no meu caso então, cara! Sou péssima fisionomista, e é apenas distração parece que todo mundo é cópia seja no mercado, estacionamento, McDonald, as vezes até no trabalho me complico!
Abraços!
http://zanny10narede.blogspot.com/

Wander Veroni disse...

Oi, Marcelo!

Gosto de vir aqui no seu blog pq sempre aprendo alguma coisa. Essa palavra "ubiquidade", realmente, não conhecia. Lembra o conceito de onipresença, pelo menos na minha interpretação.

Não acho q os personagens q vc colocou fazem parte de um complô ou algo misterioso. São pessoas que fazem parte do mesmo recorte social, só que em contextos diferentes, só isso...hehehe

Abraço,

=]
_______________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Carolina disse...

hahahaha
Essa foi muito engraçada! Bem, se te serve de consolo, achei que um amigo meu teria dom parecido. Um dia estava passando por uma estação de barcas e ele estava prado lá, conversando com alguém. Continuei meu caminho e cerca de 200m depois encontrei o cara de novo. Foi então que eu percebi como andava feito lesma!

Agua disse...

Obrigada, por me ajudar...rsrsrs eu estava aqui estudando quando surgiu essa palavrinha "ubiquidade", o que será? o que será? Quem poderá me ajudar? Então encontrei vc, só que o sentido do meu estudo está voltado as TICs, mas foi sensacional a foma como vc escreveu,muito criativa.
Parabéns!
Vou colocar seu blog nos meus favoritos

Waldirene Amorim disse...

Perfeito professor.
Ao pesquisar o significado de ubiquidade encontrei seu blog.
uhmmm
Interessante....
rsrsrs
Excelente seu blog.
Waldirene