quinta-feira, 1 de maio de 2008

Comenta aí...

Gosto muito deste ambiente de blogosfera e lamento que, por força do trabalho, não tenha podido passar mais tempo em frente ao computador lendo blogs, escrevendo, dando opinião e vai por aí. Bom mesmo deve ser trabalhar com isso. Ganhar para se divertir em frente ao computador... não pretendo chegar lá... isso para mim é só um hobby que ajuda a aliviar o estresse e fazer-me menos desgastado pelas função que não são hobbies, mas pagam minhas contas.

No início, disseram-me que a melhor maneira de ser lido é ler. A lógica é fácil, escrevo, comento o blog de alguém, alguém comenta o meu e vai por aí afora. Desde que aprendi isso, faço com a freqüência que me é possível esta atividade. Adoro ler e acho que tem gente que escreve coisa de qualidade nesse universo. Pois é, aí é que está o problema, em meio a qualidade achamos o inverso disso.

Nas comunidades de blogueiros, deixam-se os recados nos fórum e vamos lá, eles vem cá e, assim, podemos fazer do nosso blog algo mais do que um cemitério de idéias em que só aparecem por lá alguns conhecidos para chorar nossos mortos, as idéias que escrevemos.

Pois é, aprendi isso em janeiro desse ano, faço, agora, uma carta aberta para tentar esclarecer umas coisas que ainda não entendi com relação a alguns tipos de blog:

Um blogueiro escreve textos que falam sobre sua vida (Hoje acordei, fui a escola, estudei, voltei para casa e dormi, amanhã vou acordar, ir para a escola... vestibular é uma barra, ainda não me decidi...) Legal, o que eu comento aqui. Comentar o quê?

Possível sugestão: legal seu blog (e coloco o endereço do meu embaixo?)

Um outro faz um blog com todos os links do youtube disponíveis de vídeos sem nenhum texto com um layout super maneiro e cheio de propaganda. Para ler mesmo... quase nada. E aqui, eu comento o quê?

Possível sugestão: kkkkkkk vídeo legal (e coloco o endereço do meu embaixo?)

A menina com ares de apaixonada escreve poesias que rimam flor com dor, paixão com coração (ou solidão), prazer com te ter em homenagem a um amor que ela tem secreto ou que não é secreto e ela canta para os quatro cantos já que será eterno enquanto durar... e aí comento o quê?

Possível sugestão: muito bonito (e coloco o endereço do meu embaixo?)

O menino gosta de um desenho japonês com nome estranhíssimo, enche de links do youtube com episódios anteriores e imagens da web. Legal, mas diante de informações que me fazem sentir um ET, pergunto eu: comentar o quê?

Possível sugestão: show, Kra (e coloco o endereço do meu embaixo?)

O rapaz escreve um blog com textos que fazem o marcador da sua barra de rolagem ficar da espessura de um fio de cabelo. Acredita que é possível ler tudo aquilo em arial 8. No meu caso, o astigmatismo me obriga a ler só os 4 primeiros parágrafos e, quando vale a pena, imprimir o resto para ler deitado.

Possível sugestão: Li seu texto e gostei dele, mas seja breve. Internet pede isso. (e coloco o endereço do meu embaixo?)

É isso aí, você terminar de ler um texto e pergunta... e aí comentar o quê?

Se a resposta é kkkkkkk... acabei de entrar para uma categoria como as de cima sem saber...

___________________ x ____________________

P.S.: Outro dia reclamaram que o meu blog tem muitas coisas escritas e o layout é muito clean. Prometo que a partir de agosto, encho de vídeos do you tube e faço um layout bem dirty...

Postar um comentário