quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

O e-mail - dicas para um 2008 melhor

O e-mail é uma das ferramentas interativas mais ágeis que temos hoje em dia. Entretanto, algumas pessoas, dada a sua recém utilização, ainda não aprenderam algumas regras básicas e comentem equívocos que são um misto de gafe e tolice mesmo.
O mais comum é o e-mail pessoal ser confundido com o e-mail profissional. Há pessoas que não entendem que vida pessoal é uma coisa que deve ser mantida longe da vida pública e ao encaminharem um currículo ou uma documentação a um professor ou a um chefe no serviço usam os login mais esquisitos como lindinha_78@gmail.com, gatinhamanhosa@hotmail.com, anasafadinha82@bol.com.br, gatao_33@uol.com.br... A pessoa, em sua ingenuidade não imagina o grau de credibilidade (ou ausência dela) que traz um e-mail desses.
Outro equívoco é o das abreviações. No orkut, no MSN ou outro programa de relacionamento, coisas como vc, tb, d+ e outros ficam até bonitinhos, mas em um e-mail...não caem bem. Em um e-mail, assim como na vida, seja adequado. Se for mais formal, seja de acordo com a situação e escreva todos os recursos que a norma culta lhe concede. Se for menos formal, fique à vontade em ser coloquial. Dance conforme a música.
Por fim, falamos em manter contato com sua rede de relacionamento. Todavia, isso não quer dizer que você deve usar o e-mail deles para mandar correntes, arquivos em powerpoint com anjinhos e outros arquivos que entulham a caixa postal do usuário e que dão a impressão de que você é a pessoa mais à toa do mundo. Imagina-se que uma pessoa que fica entulhando a caixa postal dos outros de arquivos com mensagens de esperança, piadinhas, notícias mirabolantes de um novo jeito de assalto é um sujeito que não merece credibilidade nenhuma.
Ninguém gosta desse tipo de chatice. Salvo se o cara que recebe se identificar com o chato que manda. Aí, azar é o seu.
Temos dois chatos.
Postar um comentário