quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Deu em "O GLOBO" - 05/12/07

Argentino propõe criação de imposto sobre beleza


"O escritor argentino Gonzalo Otálora está causando polêmica com uma campanha em que defende a cobrança de impostos das pessoas consideradas lindas para compensar o "sofrimento" daqueles que supostamente foram menos favorecidos pela natureza. O escritor, de 31 anos, diz que sua iniciativa tem o objetivo de provocar um debate sobre o culto à beleza na Argentina e sua influência em setores como a política, a economia e a educação. Armado com um megafone em frente à Casa Rosada, sede da Presidência argentina, em Buenos Aires, Otálora reclama os direitos das pessoas que são consideradas feias pela sociedade."

Se adotada pelo governo brasileiro, poderíamos considerar a seguinte lista de isentos de tributação abaixo ou do pessoal que vai ter uma baita devolução para receber:








Em tempo 1: Coitadinha da Ana Paula Arósio, não vai fazer para pagar imposto!
Em tempo 2: O governo argentino prepara uma lei para tributar homens sexualmente bem dotados. O que vai ter de camarada sonegando informação só para pagar imposto não é brincadeira!

4 comentários:

Lidi disse...

Oi, Marcelo. D+ o seu blog.

Adorei as histórias da Tia Polliana. Uma forma sensível e bem educada de criticar o atual conformismo dos educadores no nosso país.

Um grande abraço!

Ludy disse...

Muito bom! XD

Seria complicado isso, né?! Qual seria o critério??? Ah, já sei! O critério do Brasil: os mais ricos seriam os mais bonitos (até porquê o Ivo Pitanguy iria passar a fazer milagres).
Mas o Ronaldinho... sei não...

Abraços =*

Clarissa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarissa disse...

Adorei!
Demais, professor!Parabéns!
Ficou super divertido e muito interessante! ^^
Sugestão...pode? Bom acho que vc deveria colocar um comentário sobre o plebicito Monarquia X República, todos merecem... Por favor...

Abraços ^^